2016

Presentes:

Adria Pasta (CONSEG-Vila Matilde); Álvaro Florentino da Silva Junior (FAPESP/CETESB); Arnaldo Juvenal Neto (Subprefeitura – Itaquera); Cintia Okamura (CETESB); Élcio Aparecido Munin (CEMAIS/Partido Verde); Frederico Okabayashi (Parques Sustentáveis/Serviço Funerário PMSP); Gilmar (Esporte/Lazer/Cultura Rosa de Saron) Jacques Lolive (CNRS – Centro Nacional de Pesquisa Científica da França); José Guilherme Anibal (Subprefeito – Cidade Tiradentes); Sanderli Aparecida de Brito (Subprefeitura – Cidade Tiradentes); Viviane Cristina dos Santos (SESC – Itaquera Denis Vieira Pinto (HSPM-SMS).

 

Pauta

·         Boas Vindas de Ano novo entre os presentes na primeira reunião do Ano.

·         Apresentação da proposta de apoio ao espetáculo teatral “Amor Incondicional ao Meio Ambiente” na forma de apoio institucional concedendo uso da “chancela-logo” e divulgando na rede do Fórum da Agenda 21 Macro Leste.

·         Plano de Trabalho para o Fórum da Agenda 21 Macro Leste para 2016.

·         Validação dos Encaminhamentos propostos no Resumo do Seminário Comemorativo dos 10 Anos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste, intitulado “Ambiente e Moradia: A Busca pelo Equilíbrio”

 

Inicio da Reunião

·         Adria: apresenta aos presentes uma proposta de apoio do Fórum da Agenda 21 Macro Leste do Município de São Paulo para a Peça Teatral “Amor Incondicional ao Meio Ambiente”, cujo roteiro envolve o perigo da extinção da espécie Lobo Guará, sendo este um dos personagens da peça.  Ela nos detalha aspectos da produção teatral e os procedimentos próprios para obtenção de patrocínio, destacando que o projeto da peça foi aprovado pelos novos critérios adotados para enquadramento e concessão de benefícios da Lei Rouanet, que agora apenas avalia, aprova com sua “chancela” e orça o projeto, sendo que a própria equipe de criação do projeto fica responsável por visitar e buscar patrocinadores para o projeto com foco em Empresas com vocação pela sustentabilidade e Entidades ambientalistas.  Os presentes, iniciando por Sanderli, manifestaram curiosidade de assistir a peça, mas já considerando importante prestigiar e apoiar iniciativas de educação ambiental.  Indagaram Viviane do SESC sobre a possibilidade de agendar uma apresentação piloto da Peça no Espaço do SESC Itaquera.  Os presentes também indagaram se há algum vídeo já produzido com trechos da peça para que possa avaliar e fazermos um apoio institucional com maior propriedade.  Diretor Teatral Responsável: Paulo César Magalhães, filho de Adria.

·         Com a Chegada de José Guilherme e Denis, os presentes se apresentaram e Sandeli fez um resumo do histórico e bandeiras da Agenda 21 Macro Leste, com foco no ultimo Seminário Comemorativo dos 10 Anos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste, detalhando a estrutura das falas da pauta apresentada, e da temática das ocupações irregulares e os enfoques dados pelos diferentes atores no evento, cujo objetivo era iniciar um diagnóstico da problemática, cujas falas reforçaram bastante a necessidade de se buscar um diálogo para termos um equilíbrio entre o atendimento da demanda por moradia com sustentabilidade ambiental.  Acrescentou também outras linhas de ação do Fórum da Agenda 21 Macro Leste como o GT de Conflitos da Ocupação Urbana, e do GT de Resíduos cujo um dos principais projetos, instalação de uma usina RCC de tratamento de resíduos da construção civil,  sofreu devido as alternâncias de gestão da Secretaria de Serviços. Nosso Fórum mesmo em tempos de “prosperidade” ou de “crises” sempre procurou expandir a participação da sociedade como um todo, através de vários eventos promovendo o debate de ações em prol da Sustentabilidade.

·         Cintia propõe retomarmos os encaminhamentos da plenária anterior para um planejamento das atividades do Fórum da Agenda 21 Macro Leste para 2016. 

·         Adria intervém lembrando que nos movimentos de moradia tem muitos políticos oportunistas que coordenam as invasões, criam associações que cobram mensalidades das pessoas mas, não trazem resultados para seus contribuintes filiados, os escravizam, que se deveria intervir nestes movimentos para desbaratar estas ações criminosas.

·         Cintia retoma o que foi apresentado na plenária anterior, como o método de Análise de Controvérsias trazido por Jacques Lolive para os projetos da CETESB, que pode ser aplicado pelo Fórum da Agenda 21 Macro Leste, pois analisar as diferente visões dos atores envolvidos na problemática de como atender as demandas de moradia com sustentabilidade.  As diferentes visões são obtidas através de um Fórum Participativo onde todos atores estão representados, os fatos analisados numa linha do tempo e as opiniões dos atores coletadas, sem priorizar qualquer uma delas em detrimento das demais, para que todos atores possam compreender todos pontos de vista e analisarem em conjunto se há pontos convergentes por onde pode se iniciar uma possível solução de consenso, ajustando-se os pontos não convergentes através do diálogo.

·         José Guilherme faz uma importante ressalva com a lealdade de discordar. Para os problemas ambientais do cotidiano tem-se a máxima: “Fora da Política não há Salvação”  Não confundir “políticos” com ação política.  A ação política acertada melhora a vida das pessoas.  Com conhecimento de causa, pois residiu em vários bairros periféricos da capital Paulista e em Brasília, José Guilherme detalha que os problemas ambientais vão além da água e da planta, eles refletem fundamentalmente uma precariedade geral da qualidade de vida das pessoas, pois o olhar da população não é considerado como se deveria.  Quanto aos Movimentos de Moradia sem consistência como mencionado, eles naturalmente perdem suas adesões rapidamente na medida em que nada é realizado.  As pessoas desistem e buscam novos movimentos.  Também observa que não são apenas os pobres que ocupam irregularmente áreas próximas de mananciais como nos exemplos da represa de Guarapiranga em São Paulo e no Lago Paranoá em Brasília, há em algumas margens destes locais, inúmeras mansões que também despejam esgoto na represa.  Para se avançar é necessária uma discussão política sobre qual é o modelo de cidade que se quer viver.  Não é discutir alianças partidárias, vai muito, além disso.  Um projeto de política pública pode até ser de um determinado partido ou de outro, mas a população é quem irá decidir que projeto é aquele mais próximo do modelo que ela deseja, e democraticamente deverá escolhê-lo.  O verdadeiro consenso surge num processo de dois momentos: o primeiro do debate pluralista de ideias e da contradição entre elas e o segundo quando o consenso surge pela superação da contradição em uma solução discutida/pensada/votada conjuntamente e respeitada por todos.  Quando ocorre um aparente consenso logo de inicio, ou houve um lado que cedeu ou ouve uma imposição pela força.  Os objetivos da Agenda 21 são muito importantes, eles partem dos Objetivos da ONU para o milênio.  Dentro das limitações de agente público, no nosso território temos que fazer tudo ao nosso alcance para agir efetivamente em prol dos objetivos da Agenda 21, convencendo a população, a participar e se tornar nossa parceira, nas ações destes mesmos objetivos, que tem como finalidade melhorar a qualidade de vida das pessoas através de desenvolvimento sustentável.

·         Sanderli relata uma das ações efetivas do poder público da Subprefeitura da Cidade Tiradentes, que impediu uma permanência de ocupação irregular em área de risco de responsabilidade da COHAB, cuja ocupação foi fomentada por um pastor.  A Subprefeitura da Cidade Tiradentes fez valer o cumprimento da lei através da obtenção de decisão judicial favorável a reintegração de posse com a COHAB se comprometendo a isolar a área de risco, definindo um uso para ela, a fim de não se repetirem invasões.  Caso recente e com expressiva repercussão na mídia televisiva que provocou a interdição de uma grande parte das ruas e avenidas da região de Cidade Tiradentes.

·         Fred chega e se apresenta.  Já mencionando o projeto de tornar sustentáveis os cemitérios da cidade.  Relata que os parques mais bem adubados são os cemitérios com árvores frutíferas frondosas com frutos de tamanho acima da média.  Por preconceito as pessoas acham que os cemitérios são locais contaminados e que podem contaminar os vegetais cultivados nestes solos.  Tudo que é orgânico é naturalmente decomposto virando adubo. Uma das ideias seria entregar uma muda de árvore da mata atlântica para cada pessoa que fosse buscar as cinzas de seus entes queridos no crematório municipal.

·         Cintia relembra que um dos encaminhamentos do Seminário comemorativo dos 10 Anos da Agenda 21 Macro Leste “Ambiente e Moradia: a busca pelo equilíbrio” realizado em Outubro/2015 foi a retomada da “Operação Defesa das Águas” e que as reuniões já se iniciaram na Zona Sul.

·         Adria lembra que varias nascentes que foram encobertas por construções na Zona Sul muitas por invasões como na região da Yervant.  Há projetos de recuperação de nascentes que pretende trazer as nascentes à tona novamente sendo uma delas próximo ao túnel da 9 de julho x Paulista e no Jardim Miriam onde casas terão que vir abaixo para aflorar duas nascentes escondidas.

·         Sanderli menciona o TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) que a Subprefeitura impôs a rede de Supermercados Negreiros na Zona Leste, para o qual será necessário um recuo na edificação já existente para desimpedir e recuperar o curso normal do córrego ocultado e respectiva nascente.

·         Viviane convida os presentes que será feito em 30/01/2016 um curso do programa “Rios e Ruas” do SESC com visita a uma nascente recuperada pela comunidade do Jardim 9 de Julho em parceria com a UBS, com enfoque de resgatar a afetividade no olhar pelo espaço urbano.

·         Sanderli retoma a iniciativa de aproximação de ações conjuntas proposta na Plenária de Julho/2015, por Regina Siqueira da Silva, coordenadora da área de programação do SESC Itaquera.  Relembra que foi a partir do diálogo iniciado em Julho/2015, que propiciaram ações conjuntas da Subprefeitura de Cidade Tiradentes e do SESC Itaquera em Novembro/2015, Mês da Consciência Negra no Parque da Consciência Negra.  Parcerias similares entre o SESC Itaquera e o Fórum da Agenda 21 Macro Leste podem ser feitas em todas as frentes e bandeiras defendidas pelo Fórum da Agenda 21 Macro Leste, aproveitando o saber ciência do SESC fazendo ações extra muros institucionais do SESC como por exemplo as visitas as nascentes, trilhas no Parque da Consciência Negra.  Ideias são inúmeras que podem ser desenvolvidas.

·         José Guilherme pede licença para se retirar em função de outro compromisso na Subprefeitura de Cidade Tiradentes e coloca a disposição do Fórum da Agenda 21 Macro Leste o espaço e infraestrutura da Subprefeitura da Cidade Tiradentes para as próximas reuniões do Fórum da Agenda 21 Macro Leste para as quais pretende convidar outros Subprefeitos de territórios vizinhos como Guaianazes, São Mateus e Itaquera.

·         Viviane se oferece para detalhar o organograma das linhas de trabalho do Educativo do SESC Itaquera para viabilizar futuras parcerias entre SESC Itaquera e o Fórum da Agenda 21 dentro dos limites institucionais de empresa privada sem fins lucrativos.

·         Cintia lembra que conversou com Erika Mourão Trindade Dutra, Gerente Geral do SESC Itaquera para marcar uma reunião de formalização da ampliação/evolução da parceria de uma simples sessão de espaço para parceria programática, entre o Fórum da Agenda 21 Macro Leste e o SESC Itaquera.

·         Viviane informa que também estava em sua agenda para agendar uma conversa mais detalhada com o enfoque que a Cintia lembrou. No Planejamento de 2016 os pontos de vista se somam e na pluralidade pode-se chegar a um consenso numa rica ação.

·         Sanderli observa que sendo a região de Itaquera um reduto Afro Descendente, gostaria de ver na programação do SESC Itaquera, mais temas voltados à igualdade racial e a valorização da cultura Afro descendente como os Cadernos Negros do Abílio.

·         Viviane diz que já existem várias atividades como: Na literatura há o programa Afro Diversos com dois anos de existência que mensalmente acontecem, tem os Islãs. O Abílio é escritor do Afro Diversos, teve o Força Ativa com o pessoal de Cidade Tiradentes, fomos ao Parque da Consciência Negra.  Acho que é necessário conhecer mais em detalhe toda nossa programação de atividades.  Teremos plantios que serão feitos em Fevereiro/2016 em terrenos com a parceria da Subprefeitura da Cidade Tiradentes.

·         Cintia retoma a pauta de planejamento de atividades do Fórum da Agenda 21 Macro Leste para 2016, como uma continuidade do ultimo Seminário Ambiente e Moradia: A Busca do Equilíbrio abrindo a fala geral dos presentes da plenária.

·         Viviane se propõe em conjunto com a Amanda, que irá acompanhar as reuniões do Fórum da Agenda 21 Macro Leste mais de perto, a trazer os cadernos de programação do SESC para consulta e para os membros levarem pra casa.  Em primeira mão nos informa que a Amanda está para publicar um Mestrado com Pedro Jacobi, sobre Índices de Vulnerabilidade de Populações em Áreas de Ocupação Irregular e de Risco Sócio Ambiental para a Cidade de São Paulo como um Todo.  O trabalho dela é ótimo e poderia compartilhar este estudo numa das Próximas Reuniões Plenárias.

·         Adria propõe que deveriam ser contatadas as pessoas que comandam as invasões no centro da cidade. São quatro e todos ligados à política.  Outra proposta é chamar professores cientistas da UNE, Professor Martinelli Físico da USP que tratam de física quântica e iluminação, sobre um problema que está acontecendo no Ibirapuera com a Instalação de Lâmpadas LED amarelas pelo ILUMI está atraindo um grande número de aranhas para o parque.

·         Cintia indaga se seria interessante utilizar um tempo de nossas reuniões plenárias e se seria suficiente para se convocar pessoas para palestras de diversos assuntos.

·         Cintia coloca que para que a proposta de ouvir as pessoas dos movimentos de moradia seria interessante formalizar um projeto para que o trabalho tenha sistematização, seriedade e continuidade.  O procedimento seria pesquisar a fundo as posições de cada um dos movimentos de moradia e todos os demais atores, usando metodologia para tal.  Por exemplo, a chancela de uma entidade como a FAPESP nos dá respaldo de credibilidade e visibilidade para o trabalho a ser desenvolvido.  A experiência do Fórum da Agenda 21 Macro Leste, mais especificamente do GT de Conflitos da Ocupação Urbana e do Piloto de Regularização de Fundiária dariam ao projeto um respaldo de conhecimento de causa. 

·         Sanderli lembra que a região Macro Leste, mais especificamente em Cidade Tiradentes e São Mateus existem áreas de ocupação irregular tão criticas que podem ser objeto de estudo.  E complementa com relação ao planejamento para 2016, a ideia de um projeto com a temática de Ambiente e Moradia seja formalizado com defesa de captação de recursos e termos ganhos em resultados que podem gerar desenvolvimento para macro região.  As entidades seriam: O Fórum da Agenda 21 Macro Leste, o SESC Itaquera e as Subprefeituras em cujos territórios estiverem ás áreas de estudo da pesquisa, cujo foco poderia ser decidido coletivamente.

·         Cintia lembra que a FAPESP é uma entidade meio, cujos recursos FAPESP são limitados, como bolsas, como a do Álvaro, e outras verbas auxiliares para pequenos custos operacionais, como para transcrições por exemplo.  Não é uma entidade que se poderia considerar como patrocinadora principal do projeto.  Para este projeto de pesquisa do Fórum da Agenda 21 Macro Leste, poderíamos procurar responder a outros editais, como por exemplo o do Banco do Brasil, com prazo até inicio de Fevereiro/2016.

·         Sanderli reforça que a Cidade de São Paulo, e mais especificamente a região Macro Leste é explorada de diversas formas, mas muito poucos recursos revertem nas localidades, para manutenção operacional da região, uma zeladoria, e para os cidadãos que residem nestas localidades.  Está se dedicando pessoalmente em 2016 neste esforço de desenvolvimento da Macro Região Leste através da Formalização de Projetos que propiciem Captação de Recursos e Aproveitamento dos Recursos Humanos da Região.  Parceiros como o SESC que possuem excelentes profissionais educadores com a expertise necessária para projetos com foco Ambiental e poderiam contribuir decisivamente.  Quer ampliar o saber dela na captação de recursos nas entidades como a FAPESP e similares.  Pensando nisso a ideia proposta é que Fórum da Agenda 21 Macro Leste ter um projeto financiado e formal.  O tema para se iniciar seriam atividades que não representem grande vulto de recursos, seria, por exemplo, a preservação de duas áreas remanescentes de nascentes que resistem em Cidade Tiradentes, uma delas dentro do Parque da Consciência Negra, e a outra área seria da COHAB que se localiza atrás da APA Iguatemi onde estão diversas nascentes a serem preservadas.

·         Viviane intervém dizendo que é preciso conversar para se verificar as ideias que cada um tem de como seria a operacionalização do projeto e a definição do papel do SESC.

·         Adria sugere trazer para palestrar e debater os criadores e empreendedores da primeira Usina Bio Energética que usa o lixo como fonte de energia.  Dentre eles vereadores e deputados estaduais para esclarecimentos e detalhamento das iniciativas para disseminarmos.

·         Fred coloca sua preocupação com o Futuro, com relação à Crise Atual que as grandes empresas de vários seguimentos, incluindo a construção civil, pararam de investir.  O cenário não é tão grave quanto nos anos 80, mas alguns economistas colocam um quadro recessivo que perdure por mais tempo, e este ano é atípico devido ás eleições municipais.  Recentemente tivemos mudanças na Secretaria do Verde e Meio Ambiente e a hierarquia direta.  Prefeitura e Vereadores neste ano vão colocar seu foco em suas campanhas.  A ideia seria encaminhar um documento do Fórum da Agenda 21 Macro Leste e até com a região Macro Sul também, com nossas visões de preservação ao Meio Ambiente, Nossa Proposta Ambiental, a todos os Vereadores e Prefeito Atuais e todos os candidatos ao executivo e ao legislativo municipal de São Paulo. Desta forma seria garantida nossa independência político-partidária.  Alguns são simpatizantes as nossas causas, e outros acham que meio ambiente é pintar as coisas de verde.  Estrategicamente agir mais próximo com aqueles vereadores e candidatos simpatizantes para que eles firmem um compromisso de levar nossas bandeiras adiante, que os prováveis candidatos a prefeito com potencial para segundo turno, possam incluir nos programas de governo deles.  Garantir que nossas propostas avancem independente de qual partido estiver no executivo do governo municipal.  Formalizar uma parceria política é imperativo, pois sabemos que existem gestões que são oportunistas e apoiam veladamente a ocupação irregular.  As parcerias com os poderes públicos municipais fortalecerão os CADES regionais que já estão formalmente inseridos nas Subprefeituras e podem influenciar a nosso favor.  Daqui a 20 anos talvez não estejamos mais aqui, precisamos formar sucessores, daí a premente necessidade de se promover parcerias com os poderes públicos que sejam perenes.  Indagou os presentes se compartilham da mesma visão pessimista da crise, e todos confirmaram compartilhar desta visão.

·         Cintia sugere para Fred iniciar a elaboração deste documento de Proposta Ambiental para ser discutido na próxima Plenária, que foi prontamente aceita por ele.  Além das mudanças sociais impostas pela crise econômica, reforça que temos que nos posicionar contra situações desastrosas como três mudanças de Secretário do Verde e Meio Ambiente numa mesma gestão municipal e a desconstrução de muitos avanços conquistados, “situação de chorar” que pede nossa posição.

·         Adria reforça que a sensibilização da juventude é urgente para conseguirmos formar novos sucessores, e que se não conseguirmos frear a degradação ambiental, os jovens é que irão sofrer no futuro muito mais que nós mesmos.

·         Álvaro retoma a sugestão da Sanderli do Fórum da Agenda 21 Macro Leste possa formalizar um projeto com execução paralela, captar recursos, se financiar, buscando recursos humanos nos seus quadros atuais, nas entidades parceiras que puderem ceder pessoas, com a expertise necessária ao projeto, em tempo parcial de forma matricial. Buscar talentos na região Macro Leste para compor os braços de ação do projeto.  Nas plenárias mensais teríamos alguns minutos dedicados a sumários executivos do status do projeto com evolução dos cronogramas.  O objeto de estudo seria realizar o diagnóstico da Problemática Ambiente e Moradia, entrevistando e mapeando as posições dos vários atores envolvidos, segundo a metodologia, trazida por Jacques Lolive, “Análise de Controvérsias”, visando criar um Fórum Participativo com estes mesmos atores, para se viabilizar a ações de consenso, como destacado por Sanderli, ser a prioridade ZERO, as medidas de proteção ás áreas verdes e nascentes ainda não degradadas, muito pressionadas pela demanda atual e crescente de moradia, e recuperar aquelas já degradadas e aproveitar o formato e o mecanismo do Fórum Participativo para ir mais além, como discutir projetos futuros de políticas públicas de longo prazo (tipo 50 anos), que viabilizariam uma reurbanização da Macro Região para melhoria geral da qualidade de vida da população nos aspectos:

o    Moradia: Verticalização (Contemplando inclusive remoção de áreas de risco)

o    Criação de áreas verdes: Parques, praças, etc.

o    Mobilidade: Investimento em transporte público e melhoria da malha viária contemplando vegetação nas calçadas e canteiros com diminuição significativa da impermeabilização do solo.

o    Outros investimentos em equipamentos públicos: Educação, Saúde, Segurança, Coleta Seletiva, Usinas de Reciclagem, Usinas Energéticas, Usinas de reciclagem de RCC, etc.

Ter um braço de Educação Ambiental Permanente no Fórum Participativo para instruir a população tornando-a nossa parceira no equilíbrio entre Ambiente e Moradia, essencial para avançar em qualidade de vida.  Quanto ao aspecto político externar a todos da classe política tanto na esfera federal como no Ministério das Cidades como nas esferas estadual e municipal a nossa visão de desenvolvimento sustentável à Macro Região, verificando o quanto cada um deles é aderente aos nossos objetivos, se poderão nos auxiliar na captação de patrocínio ao projeto, e incorporação das nossas propostas nos planos de governo, e na elaboração de políticas públicas de longo prazo em benefício de toda população.

·         Arnaldo: Lembra-se das enchentes ocorridas no último final de semana no Itaim Paulista registrando-as como terríveis deixando a região em estado dramático.  Este tema nós poderíamos explorar como fator de sensibilização em geral.

·         Adria reforça que se deve conscientizar a juventude, pois serão eles que irão realizar a desocupação das áreas de risco.  Outra coisa cada gabinete de parlamentar em geral tem equipe e verbas para serem destinadas para todas as áreas, quando eles querem, pois quando não querem não tem verba para nada.

·         Fred: Relatou fatos impressionantes: Conseguiu finalmente implantar na última terça feira, as 3 mini escavadeiras para substituir o trabalho braçal de abertura de covas.  Foi uma resistência muito grande por parte dos funcionários e por parte do sindicato SINDSEP que defendiam o modelo de tarefa, pois demora mais e podem exigir horas extras depois.  Com a escavadeira em 4 minutos se abre uma cova, no modelo manual demora uma hora e o funcionário fica com problemas nas costas.  Pedimos colaboração de alguns Vereadores da Situação, mas quem contribuiu foram os Vereadores da Oposição, inclusive para as manutenções mensais por emendas parlamentares.  Quando o Político é Sério ele não quer saber quem está no governo.  O Laércio Benko do PHS deu R$650mil reais para compra das 3 mini escavadeiras, escadas de alumínio e longarinas para vários velórios.  O importante é que todos os políticos deveriam ter a visão de trabalhar pela Cidade de São Paulo, não pelo benefício do partido.  O que nos complica é que, mesmo quando temos o apoio de um político engajado na causa ambiental, se ele tem rusgas com a atual gestão nossas propostas não avançam.  Por isso devemos passar para os vereadores um documento de linguagem conciliadora, isto é que ele continue sendo nosso interlocutor, independente de qual partido estiver na gestão do executivo.  Vamos focar naqueles com reais chances de serem reeleitos, simpatizantes de nossas bandeiras e que são candidatos da Região Macro Leste.  Através de uma fração do orçamento das emendas parlamentares poderia alavancar os projetos que interessam.  No passado muitos moradores que queriam participar da Agenda 21 não tinham nem o dinheiro do ônibus, mas por um lado se um vereador disponibiliza o transporte, já vai caracterizar que apoiamos aquele determinado vereador.  Para evitar isso seria necessário usar uma entidade local isenta para receber o dinheiro e repassar.

·         Cintia: Informa que para participar no Edital do Banco do Brasil precisa ser uma entidade com chancela OSCIP.

·         Sanderli: Indaga se não poderíamos criar uma entidade.  Relatando sua participação no encontro dos CADES no ano passado na SVMA, menciona que Romildo, secretário adjunto fala bacana buscava uma reestruturação da SVMA, e permaneceu ouvindo muitas críticas, mas demonstrou grande disposição de ampliar a participação social e reestruturar os conselhos.  A Dorothy estava presente, figurando como moderadora, me reconheceu lembrou de você Cintia, e mandou cumprimentos e continua envolvida em temas de ampliação da participação social, uma pessoa que podíamos contar com apoio no futuro.  Na Cidade Tiradentes na Assistência Social, uma expressiva parcela de não ampliação de serviços se deve a ausência de ONGs locais estruturadas e capacitadas com as quais se possam estabelecer convênios com a Assistência Social.  Os últimos serviços de Assistência Social implantados foram feitos por ONGs de fora da Região, e deseja pessoalmente estar envolvida nesta capacitação destas ONGs locais.  Os poucos que surgiram tinham interesse específico no “Edital Sete”, dentre os quais a Soase com Regina Chaves que escreveu o projeto e depois perderam por não prestarem contas devidamente.  Só a rubrica hoje do poder público, devido à crise, o recurso foi cortado pela metade.  O orçamento aprovado teve reduções significativas quando comparado aos últimos três anos.  Ai vê uma única forma de, pelo menos cuidar da manutenção daquilo que já se conseguiu avançar, é captando recursos externos, pois as grandes instituições ainda estão financiando, e capacitando estas organizações, pois tem muita gente na Cidade Tiradentes que sempre fez, mesmo sem recursos, pessoas compromissadas que só precisam de apoio para capacitação e formalização.

·         Cintia intervém lembrando que um dos projetos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste, teve como objetivo capacitação destas organizações.

·         Adria descreve as características de Fundações e Institutos e que estes últimos são OSCIP, tem restrições quanto ao foco de seu propósito, não podendo apenas figurar como um braço genérico captador de recursos.

·         Sanderli observa que hoje existe uma nova modalidade de Empresa Social, ela é uma Instituição com fins lucrativos, porém pode receber chancela de OSCIP.  A vantagem está na agilidade e redução de burocracia na contratação de serviços e captação de recursos tanto Público como Privado.  (Álvaro: seria como um Ethos?)  A linha do Ethos é fornecer chancelas e indicações aos investidores de onde podem investir com credibilidade, nisso o Fórum da Agenda 21 Macro Leste, por si só já possui o respeito, seriedade e a credibilidade por isso temos que ter muito cuidado com a Imagem do nosso Fórum.

·         Fred externa sua preocupação de quando se lida com dinheiro, e sugere fazer uma parceria com o Ethos ou outras entidades já consagradas e idôneas ao invés de criarmos uma entidade nova.

·         Sanderli reforça as vantagens da Empresa Social, ela possui donos definidos, tem quem manda, enquanto que na responsabilidade difusa das atuais ONGs e OSCIPs, nas quais com frequência ocorrem saída dos fundadores, devido a mudança de interesses pessoais, ficando muitas delas largadas e condenadas ao fracasso e extinção.  A definição precisa dos responsáveis e os fins lucrativos dão mais agilidade nas ações.

·         Adria observa que a legislação sobre as ONGs e OSCIPs mudou recentemente aumentando-se a burocracia, e dificultando ainda mais a abertura de entidades destas naturezas, e muitas entidades que não se adequaram as novas regras até 30/Novembro/2015 foram oficialmente extintas.

·         Cintia pede para se fechar encaminhamentos para a próxima plenária do Fórum:

o    Documento de Proposta Ambiental à classe política com Sugestões do Fórum da Agenda 21 Macro Leste para os Planos de Governo Municipais (Ações Executivas e Legislativas)

o    Estudar a melhor forma do Fórum da Agenda 21 Macro Leste captar recursos para os próximos projetos.

·         Sanderli lembra que nem sempre onde tem dinheiro tem problema, pois pensando positivamente tem a Solução.  Existem na zona sul muitas organizações parrudas cujos contratos possuem valores da ordem de milhões de reais, e que as organizações estão recebendo e aplicando os recursos normalmente em seus projetos.

·         Fred sugere através de uma pergunta se existiria na Subprefeitura uma rubrica para destino de recursos financeiros para os CADES regionais, através da rubrica específica, as emendas parlamentares poderiam destinar recursos aos CADES, que em parceria com o Fórum poderiam ajudar na captação de recursos para os projetos idealizados pelo Fórum/CADES.

·         Sanderli nos informa que não há especificamente uma rubrica e que isso foi debatido no último encontro dos CADES.  O que já existe é que as Subprefeituras podem acessar o FEMA-Fundo Especial de Meio Ambiente, mesmo sem edital, através de projetos a qualquer tempo, que serão apreciados pela banca do CONFEMA, uma vez aprovados, podem ser gerenciados pela própria Subprefeitura na sua aplicação e utilização.  “É um caminho das pedras!”

·         Adria detalha o funcionamento da liberação de recursos da Lei Rouanet.  Antes os recursos eram disponibilizados pelo próprio órgão avaliador/gerenciador da Lei Rouanet, hoje eles avaliam o empreendimento, autorizam os empreendedores a captarem recursos no mercado dentro dos limites estabelecidos, os patrocinadores fornecem os recursos ao órgão avaliador/gerenciador da Lei Rouanet, que o repassarão aos empreendedores somente mediante a um compromisso de prestação de contas periódicas.

·         Cintia recupera encaminhamentos para a próxima plenária do Fórum:

o    Documento de Proposta Ambiental à classe política com Sugestões do Fórum da Agenda 21 Macro Leste para os Planos de Governo Municipais (Ações Executivas e Legislativas)

o    Estudar a melhor forma do Fórum da Agenda 21 Macro Leste captar recursos para os próximos projetos.

o    Detalhamento dos projetos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste para 2016:

§  Capacitação de Entidades Locais

§  Parcerias Programáticas em Educação Ambiental entre o SESC Itaquera, Subprefeituras da Macro Região e o Fórum da Agenda 21 Macro Leste.

§  Diagnóstico da Problemática Ambiente e Moradia com Fórum Participativo da Região Macro Leste.

·         Sanderli detalha melhor sua ideia de projetos de parceria programática em educação ambiental resgatando a iniciativa da Regina Siqueira Silva de Julho/2015, envolvendo recursos humanos da Subprefeitura, do SESC Itaquera e do Fórum da Agenda 21 Macro Leste de forma matricial de dedicação parcial de tempo dos docentes e técnicos em Educação Ambiental nos moldes similares aos trabalhos já desenvolvidos no Parque da Consciência Negra em Novembro/2015.

·         Cintia indaga se a Subprefeitura e o SESC não poderiam também contribuir na capacitação técnico administrativa das ONGs locais da região Macro Leste.

·         Viviane informa que o planejamento formal das atividades para 2016 já foi encerrado, mas ajustes pontuais podem ser negociados com a Gerência, aproveitando o programa de formação de educadores, embora o foco seja ambiental, outros temas podem ser adaptados ao público alvo.

·         Sanderli propôs incluir na próxima reunião plenária uma exposição mais detalhada da linha de trabalho de educacional do SESC Itaquera.

·         Viviane relata existência de programas grandes de parceria como no caso do PAVS – Programa Ambientes Verdes e Saudáveis da prefeitura, cujo formato parceria aconteceu no diálogo com o Jeferson, gestor local do SESC Itaquera e no caso do PAVS foi Sandro Nicodemo que hoje está na UBS 9 de Julho de São Mateus.

·         Fred indaga quantas pessoas estão no Mailing do Fórum da Agenda 21 Macro Leste (Álvaro responde por volta de 800 pessoas que já passaram alguma vez pelo Fórum), para chamar a atenção dos políticos, como aconteceu no Sindicato dos Engenheiros do qual também faço parte, pois há interesse dos políticos neste mailing diferenciado com formadores de opinião, pois este ano esta será linguagem que os políticos entenderão.  Pincipalmente os políticos ligados à questão ambiental.

·         Cintia: acha que chegaria a 1000 pessoas, porém que alguns e-mails aconteceram problemas de entrega, os envios retornaram com erro que precisam ser tratados.

·         Fred: reforça que as pessoas do nosso mailing devem ser informadas do envio do documento de Proposta Ambiental que elaboraremos para os Vereadores.

·         Sanderli: indaga o potencial de visualizações do site/blog do Fórum da Agenda 21 Macro Leste e quais mecanismos de divulgação deveriam ser adotados para melhorarmos as visualizações e visibilidade e também trabalhar a divulgação do Fórum nas redes sociais.

·         Fred: Facebook e Istagram são as ferramentas top, mas não domino estas novas plataformas.

·         Sanderli: Com um bom administrador se tem bons resultados.  Vi páginas muito criativas e interessantes no Facebook com foco bem específico, cujo administrador habilmente tira as mensagens que fogem do foco, de merchandising, etc.

·         Cintia: Pergunta: Quem poderia ajudar nesta divulgação?

·         Alvaro: Comenta: O Site/Blog funciona bem como repositório de documentos do Fórum.  Mas as discussões teriam maior impacto, e visibilidade se fossem feitas no Facebook/Twitter.  As postagens nas redes sociais seriam para provocar a discussão, e maiores informações poderiam ser obtidas através de links para o Site/Blog.

·         Sanderli: Paralelamente ao mailing, a Visibilidade do Fórum nas redes sociais, através do número de seguidores, curtidas e discussões podem virar moeda em tempos de eleição.  Buscando publicações e vídeos educativos, que tenham a cara do Fórum da Agenda 21 Macro Leste, em meio a tanta banalidade que se divulga no Facebook, e fazendo uso do mailing com 800 multiplicadores, pedindo para curtir a página do Fórum no Facebook, é possível fazer boa divulgação.

·         Viviane A página do Fórum poderia ser um Grupo.

·         Fred: Precisamos dar uma repaginada no Blog e criar as páginas nas redes unindo o útil ao agradável, renovando a linguagem e identidade visual para atrair a juventude.  E fiquei muito decepcionado com o concurso top blog 100 que foi tirada o tema sustentabilidade.  Isso nos prejudicou por não termos mais a referência daqueles que ganhavam a categoria sustentabilidade para nos orientar.

·         Sanderli: Caso seja necessário posso pedir para alguns jovens experts que trabalham comigo, pois para uma causa eu tenho carão de pedir.

·         Cintia recupera a proposta da Adria de apoio à Peça Teatral “Amor Incondicional ao Meio Ambiente” com os personagens: um Indio, uma India, o Lobo Guará, o Espantalho o dono do Sitio da Palhoça, e pede a opinião da plenária.  Há uma curiosidade geral da plenária para assistir a peça, Adria disse que teria de perguntar a equipe da peça.

·         Álvaro indaga se existe uma filmagem de pelo menos um trecho da peça, para apreciação dos patrocinadores, poderia ser exibido para a plenária poder ratificar o apoio.  Seria possível apresentar aqui no SESC?

·         Viviane informa que o planejamento dos grandes programas 2016 está fechado, mas a programação mensal é fechada com 3 meses antes.

·         Arnaldo sugere se a Peça poderia ser apresentada de forma itinerante nos CEUS da prefeitura.  Adria responde que isso é um capítulo a parte.

·         Cintia indaga se a Érika poderia visitar a próxima plenária do Fórum da Agenda 21 Macro Leste.

·         Viviane responde que consultará Érika sobre a disponibilidade e retorno por e-mail.

·         Sanderli se prontifica a comparecer numa reunião com a Erika, se ela desejar, ainda antes da próxima plenária do Fórum da Agenda 21 Macro Leste, bastando para isso que a Viviane possa articular o agendamento.

 

Encaminhamentos para a Plenária de Fevereiro/2016 20/02/2016:

Ação

Responsável

Até

Agendamento de Reunião Erika Mourão Trindade Dutra/Regina Siqueira Silva

                                        Cintia Okamura/Sanderli Aparecida de Brito

Viviane/Amanda

20/02/2016

Apresentar o detalhamento do organograma das linhas de trabalho do Educativo do SESC Itaquera para viabilizar futuras parcerias entre SESC Itaquera e o Fórum Agenda 21

Viviane

20/02/2016

Rascunho do Documento de Proposta Ambiental à classe política com Sugestões do Fórum Agenda 21 Macro Leste para os Planos de Governo Municipais (Ações Executivas e Legislativas):

·         - Encaminhar carta do Fórum Agenda 21 Macro Leste para os vereadores (Natalini, Ricardo Young, Benko e outros) candidatos a vereadores por São Paulo, no sentido de buscar parcerias futuras e emendas parlamentares para alavancar o trabalho do Fórum Agenda 21 Macro leste. Vereador não tem segundo turno.

·         - Encaminhar carta do Fórum da agenda 21 Macro leste para os candidatos a Prefeito da cidade de São Paulo, no sentido de buscar parcerias futuras para alavancar o trabalho de sustentabilidade do Fórum da agenda 21 Macro leste nas Subprefeituras (fortalecer os CONREMADS), Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente, Secretaria Municipal da Habitação (ocupação irregular) e Secretaria Municipal de Serviços (resíduos e tecnologias sustentáveis), Prefeitos podem ter o segundo turno.

Fred

20/02/2016

·         Estudar a melhor forma do Fórum Agenda 21 Macro Leste captar recursos para os próximos projetos: 

·         - Estudar a possibilidade do Fórum Agenda 21 Macro leste buscar parcerias com as Organizações Sociais (OS) para conseguir recursos financeiros inclusive para patrocinar eventos e locomoção dos moradores da periferia.

- Ou estudar a possibilidade de transformar o Fórum da agenda 21 Macro leste numa OS, isto é, transformar numa pessoa jurídica, apesar dos riscos e dificuldades inerentes à gestão de uma organização formal, como sede, recursos para subsistência.

Sanderli

Álvaro

20/02/2016

Detalhamento dos projetos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste para 2016:

·         Capacitação de Entidades Locais

Sanderli

20/02/2016

·         Parcerias Programáticas em Educação Ambiental entre o SESC Itaquera, Subprefeituras da Macro Região e o Fórum Agenda 21 Macro Leste.

Viviane/Amanda

Cintia/Alvaro

20/02/2016

·         Diagnóstico da Problemática Ambiente e Moradia com o Fórum Participativo da Região Macro Leste

Alvaro/Cintia

/Fred/Jacques

20/02/2016

  • Propostas para inovar e dar visibilidade ao Fórum Agenda 21 Macro leste para 2016:

 1.  Repaginar e atualizar constantemente a página do blog do Fórum Agenda 21 Macro leste. Dificuldade: quem será(ão) o(s) administrador(es) do site/blog.

·         2.   Criar página do Fórum Agenda 21 Macro leste no Facebook. Justificativa: ampliar e interação com os seguidores acima de 900 adeptos, além da ZL. Dificuldade: quem será(ão) o(s) moderador(es).

Fred / Álvaro

 

Verificar a possibilidade da apresentação da peça teatro para a qual se pede o apoio do Fórum Agenda 21 Macro Leste

Adria

20/02/2016

 

 

Próxima Atividade do Fórum Agenda 21 Macro Leste do Município de São Paulo.

Plenária de Fevereiro/2016

 

20/02/2016 (Sábado) Horário: 10h-13h

Local: SESC Itaquera – Espaço Benfeitores da Natureza.

 

----------o----------

Presentes:

 

Álvaro Florentino da Silva Junior (FAPESP/CETESB); Cintia Okamura (CETESB); Élcio Aparecido Munin (CEMAIS/Partido Verde); Jacques Lolive (CNRS – Centro Nacional de Pesquisa Científica da França); Jorge Marques (BSGI – Agente Ambiental); Sanderli Aparecida de Brito (Subprefeitura – Cidade Tiradentes); Arnaldo Juvenal Neto (Subprefeitura – Itaquera); Amanda Martins Jacob (SESC – Itaquera); Viviane Cristina dos Santos (SESC – Itaquera); Aparecida Kida Sanches (Rede Eco Despertar); Valdir da Silva Oliveira (Rede Eco Despertar); Frederico Okabayashi (Parques Sustentáveis/Serviço Funerário PMSP).

 

Pauta

Ação Responsável Até

Ação

Responsável

Até

Agendamento de Reunião Erika Mourão Trindade Dutra/Regina Siqueira Silva

                                        Cintia Okamura/Sanderli Aparecida de Brito

Viviane/Amanda

20/02/2016

Apresentar o detalhamento do organograma das linhas de trabalho do Educativo do SESC Itaquera para viabilizar futuras parcerias entre SESC Itaquera e o Fórum Agenda 21 Viviane 20/02/2016

Viviane

20/02/2016

Rascunho do Documento de Proposta Ambiental à classe política com Sugestões do Fórum Agenda 21 Macro Leste para os Planos de Governo Municipais (Ações Executivas e Legislativas):

Encaminhar carta do Fórum Agenda 21 Macro Leste para os vereadores (Natalini, Ricardo Young, Benko e outros) candidatos a vereadores por São Paulo, no sentido de buscar parcerias futuras e emendas parlamentares para alavancar o trabalho do Fórum Agenda 21 Macro leste. Vereador não tem segundo turno.

Encaminhar carta do Fórum da agenda 21 Macro leste para os candidatos a Prefeito da cidade de São Paulo, no sentido de buscar parcerias futuras para alavancar o trabalho de sustentabilidade do Fórum da agenda 21 Macro leste nas

Subprefeituras (fortalecer os CONREMADS), Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente, Secretaria Municipal da Habitação (ocupação irregular) e Secretaria Municipal de Serviços (resíduos e tecnologias sustentáveis), Prefeitos podem ter o segundo turno.

Fred

20/02/2016

Estudar a melhor forma do Fórum da Agenda 21 Macro Leste captar recursos para os próximos projetos:

- Estudar a possibilidade do Fórum Agenda 21 Macro leste buscar parcerias com as Organizações Sociais (OS) para conseguir recursos financeiros inclusive para patrocinar eventos e locomoção dos moradores da periferia.

- Ou estudar a possibilidade de transformar o Fórum da agenda 21 Macro leste numa OS, isto é, transformar numa pessoa jurídica, apesar dos riscos e dificuldades inerentes à gestão de uma organização formal, como sede, recursos para subsistência.

Cintia/Sanderli

Alvaro

20/02/2016

Detalhamento dos projetos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste para 2016:

 

 

o    Capacitação de Entidades Locais

Sanderli

20/02/2016

o    Parcerias Programáticas em Educação Ambiental entre o SESC Itaquera, Subprefeituras da Macro Região e o Fórum da Agenda 21 Macro Leste.

Viviane/Amanda

Cintia/Alvaro

20/02/2016

o    Diagnóstico da Problemática Ambiente e Moradia com Criação de Fórum Participativo da Região Macro Leste

Alvaro/Cintia

/Fred/Jacques

20/02/2016

Propostas para inovar e dar visibilidade ao Fórum Agenda 21 Macro leste para 2016:

1. Repaginar e atualizar constantemente a página do blog do Fórum Agenda 21 Macro leste. Dificuldade: quem será(ão) o(s) administrador(es) do site/blog.

2. Criar página do Fórum Agenda 21 Macro leste no Facebook. Justificativa: ampliar e interação com os seguidores acima de 900 adeptos, além da ZL. Dificuldade: quem será(ão) o(s) moderador(es)

Fred/Alvaro

20/02/2016

Verificar a possibilidade da apresentação da peça teatro para a qual se pede o apoio do Fórum Agenda 21 Macro Leste

Adria 20/02/2016

Adria

20/02/2016

 

 

Inicio da Reunião

 

·         Apresentação dos Presentes.

 

·         Cintia com base na ATA da plenária passada inicia por recuperar os encaminhamentos:

o    Reunião com a Gerente Geral do SESC Itaquera Érika.  Como redator da Ata Álvaro registrou um apoio local voluntário de Sanderli na plenária anterior para este encaminhamento.  Tendo por base que a Gerente Geral do SESC, Érika, havia solicitado Viviane e Amanda para falarem com Cíntia do Fórum da Agenda 21 Macro Leste, Sanderli aguardou uma sinalização de Cíntia para que então pudesse representa-la localmente nesta reunião.  Por esta razão este item continua pendente.

o    Apresentar o detalhamento do organograma das linhas de trabalho do Educativo do SESC Itaquera para viabilizar futuras parcerias entre SESC Itaquera e o Fórum, uma proposta de Viviane na plenária passada, a qual Amanda julgou pertinente e indagará Viviane, que acompanha mais de perto o programa de formação de educadores ambientais, para até, se possível hoje mesmo, mostrar à plenária este organograma das linhas de trabalho e programa de formação.

 

·         Álvaro recupera parte dos diálogos da plenária passada, nos quais se pensou nas possibilidades de que projetos formalmente formatados pelo Fórum da Agenda 21 Macro Leste, com busca oficial de financiamentos, com parcerias envolvendo o Fórum da Agenda 21 Macro Leste e o SESC Itaquera nos quais o SESC poderia colaborar em cedendo parte do tempo de seus colaboradores especialistas numa estrutura matricial onde as competências deles fossem cruciais ao projeto.  Fazendo o contraponto, Amanda revela que o SESC poderia eventualmente ir até mais além, sendo até mesmo o patrocinador do próprio projeto se os produtos finais irem de encontro a um plano de trabalho e resultados que estão nos objetivos e metas do SESC Itaquera, afirmando que a Gerente Geral Érika poderia “Abraçar a Causa!”

 

·         Cintia indaga se o SESC possui linhas de financiamento para projetos e Amanda complementa citando o exemplo do projeto “Memórias dos 10 Anos da Agenda 21 Macro Leste” que foi cogitado na ocasião das preparações do Seminário Comemorativo dos 10 Anos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste, ocorrido em 17/10/2015, de se coletar as memórias dos membros do Fórum, fotos, vídeos, depoimentos, documentos, e o SESC, dentro de um planejamento mais detalhado, poderia financiar a produção de um documentário ou um livro.  Assim o SESC estaria aberto a ouvir mais detalhadamente as propostas do Fórum em termos de projetos, estudos, e apoiar da melhor forma possível às iniciativas.

 

·         Álvaro lembra uma das principais propostas de projetos que surgiram espontaneamente na plenária anterior. Como a Proteção das áreas remanescentes de nascentes, iniciando pelas existentes no Parque da Consciência Negra em Cidade Tiradentes, e de nascentes que ocorrem em áreas ameaçadas de invasão como nas áreas atrás da APA Iguatemi, por sugestão de Sanderli, que esclarece que além das nascentes internas da própria APA com problemas graves, para os quais já existe um TAC-Termo de Ajustamento de Conduta, há também outras nascentes próximas fora da APA, que se não for feito nada, a região corre sério risco de perdê-las também.  Hoje já existem diálogos neste sentido com a CDHU, Secretaria do Verde, Subprefeituras, resgatando trabalhos anteriores até em outras áreas também como Itaim, Itajuibi, Parque São Rafael, com nossos parceiros históricos da Agenda 21 como Suely, Douglas, etc.

 

·         Cintia retoma a lista de encaminhamentos da ATA da reunião anterior:

o    Proposta do Fred. Como este ano é de Eleição, o Fórum da Agenda 21 Macro Leste deveria enviar uma carta aos candidatos a prefeito e vereador.  Ele mandou um esboço e vamos aguardar ele chegar para lermos.  Amanda ofereceu puxar pelo e-mail.

o    Estudar a melhor forma do Fórum da Agenda 21 Macro Leste captar recursos para os próximos projetos.

§  Tornar o Fórum uma ONG ou OCIP? Isso descaracterizaria o Fórum?

§  Usar as Organizações que já participam do Fórum como captadores de recurso? Como garantir transparência?

Sempre que envolve dinheiro é preciso ter cuidado.  A formalização de ações do Fórum da Agenda 21 Macro Leste, como projetos formais com: patrocínio, objetivos, produtos e prazos tem a vantagem de compromissar ainda mais todos os membros a uma participação mais efetiva para se atingir os objetivos e resultados.  Não desmerecendo nossa persistência que já demonstrada pela presença aqui todo mês, pelo menos um sábado há 10 anos.  Temos que resgatar nossa experiência formalizando-a em projetos tipo “Piloto de Regularização Fundiária Sustentável Participativa” e que seja concluído com sucesso, com habitações sustentáveis, que seja um modelo inspirador. E não somente isso, mas todo esforço de pesquisa e diagnóstico realizado por trás deste piloto, como, último Seminário realizado em Outubro/2015, sobre a problemática “Ambiente e Moradia”.

 

·         Sanderli demonstra sua preocupação em iniciar um projeto sobre conflitos da ocupação urbana e questões fundiárias, uma vez que a experiência demonstra serem projetos longos de complexidade grande.  Prudentemente recomenda iniciar com projetos mais simples.  Assim será possível avaliar as parcerias com as entidades e gradativamente evoluir as iniciativas em complexidade com menos riscos, e possibilita também criar e evoluir simultaneamente os mecanismos de transparência na gestão dos recursos e andamento dos projetos propostos pelo Fórum da Agenda 21 Macro Leste.

 

·         Valdir concorda que a formalização dos projetos é importante e uma metodologia de avaliação e controle é essencial a uma boa gestão por parte do Fórum da Agenda 21 Macro Leste, e complementa observando que um projeto de proteção e recuperação de nascentes, pode gerar oportunidades aglutinadoras de público e apoio, pois é uma temática bem abrangente, onde se discute também a moradia, o acesso a água potável, enfim a necessidade de se atender demandas sociais de forma sustentável.  Sugere as seguintes fases do projeto: 1. Mapeamento das Nascentes; 2. Avaliação das Condições das Nascentes e seus Problemas; 3. Ações Efetivas de Recuperação das Nascentes Degradadas.  Em todas as fases envolver a sociedade civil das localidades.  Não podemos ignorar que 2016, sendo ano de Eleição, deveríamos promover um debate com todos os partidos políticos, indagando-os como as questões Socioambientais serão tratadas nas propostas que cada partido tem para o Plano de Governo do Município de São Paulo, e mais especificamente, quais medidas executivas e no âmbito do parlamento já estariam eventualmente previstas para a nossa região Macro Leste.

 

·         Alvaro lembrou que em Janeiro Aparecida Kida e Valdir levantaram uma questão sobre o processo de revisão da Política Estadual de Educação Ambiental e que o Fórum registrou em ATA, e Kida mencionou que ainda aguarda retorno do e-mail que ela enviou ao Gilson da SMA no inicio do ano.

 

·         Cintia retorna aos encaminhamentos com as tarefas:

o    “Repaginar e atualizar constantemente a página do blog do Fórum da Agenda 21”.

o    “Criar página do Fórum da Agenda 21 Macro Leste no Facebook”.

Álvaro fez a gentileza de trazer o Jorge Marques para que ele já entre no Fórum da Agenda 21 Macro Leste com a “Mão na Massa” nestas tarefas e deixe de pensar que vai ser mero observador, mas também se voluntaria para trabalhar em dupla com o Jorge na Atualização e Manutenção de ambas as ferramentas na WEB.

Cintia passará os dados de login no webnode.com.br e Álvaro dividirá com Jorge o trabalho de pesquisa e atualização das informações, texto, fotos, histórico dos subprefeitos de cada uma das subprefeituras da Região Macro Leste desde 2005 e principais realizações deles em conjunto com o Fórum da Agenda 21 Macro Leste, nas temáticas ao longo destes 10 anos, Seminários, GT Conflitos, Resíduos, etc.

 

·         Jorge se coloca a disposição para atualizar a página do Fórum no webnode.com.br, já existente, moderniza-la e criar as entradas respectivas nas redes sociais.  Cintia explica que só as atas estão atualizadas no blog, e reforça a importância de colocar em ação nossa formação, nossos ideais e competências no mundo real, em prol da criação de espaços participativos para a população, e que estes possam influenciar as políticas públicas.  É evidente que este é um trabalho árduo, e que vem exigindo muita persistência.  Já com dez anos de existência, isso evidencia uma vitória do Fórum da Agenda 21 Macro Leste, só pela persistência!

 

·         Cintia pede aos presentes que tiverem fotos dos eventos para enviar suas “memórias” e coloca este item como já deliberado pela plenária nos encaminhamentos.  Lembra que Margareth pode ter muitas fotos que contam a História dos Trabalhos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste.

 

·         Sanderli conta que teve o notebook roubado e que talvez parte do acervo de fotos dos eventos do Fórum da Agenda 21 pode ter sido perdida, caso não tenha sido copiado no HD externo.  Sugere que utilizemos a lista de distribuição no Google Groups do Fórum convocando as pessoas a compartilharem suas fotos em prol do resgate da memória do Fórum da Agenda 21 Macro Leste.

 

·         Cintia prontificou-se a passar e-mail das pessoas que ela acha que possuem muitas fotos, que resgatariam boa parte da história do Fórum da Agenda 21 Macro Leste.

 

·         Amanda pesquisa e encontra fotos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste na rede no Ficklr e disponibiliza dois arquivos compactados para o pen drive do Álvaro.

 

·         Cintia retoma os encaminhamentos considerando positivo assistirmos a apresentação das linhas de trabalho do Educativo do SESC Itaquera, revisar os projetos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste, e a promoção do debate com a classe política de suma importância se conseguíssemos trazer todos eles, entregando a carta com a visão do Fórum, e chamando toda a classe política a se engajar através da assinatura de um termo de compromisso.  Indaga os presentes se teríamos quórum para promover o debate envolvendo a classe política, e pondera que, a experiência acumulada ao longo dos anos trabalhando com mecanismos participativos, que este é um processo muito lento, sendo um fator essencial para acelerar e fortalecer a participação, o compartilhamento de resultados com o público, conferindo consistência e credibilidade ao trabalho, necessárias a manutenção do interesse do público em participar continuamente.

 

·         Sanderli alerta para o fato de que os Políticos poderão usar a plenária do Fórum da Agenda 21 Macro Leste como palanque, e mandar assessores para verificar se o quórum está favorável à propaganda ou não, se pequeno, o político muito educadamente dá uma desculpa e não comparece, e teme que o Fórum da Agenda 21 Macro Leste perca seu prestígio institucional conquistado ao longo dos anos, por tornar evidente uma redução da capacidade de mobilização/participação da população num evento específico, em face da atual conjuntura com a crise moral da classe política de forma generalizada entre a população.

 

·         Amanda pede para observarmos as características do evento, pois a Gerência Geral do SESC Itaquera procura evitar que o foco do evento seja político partidário. Recomenda formalizar a solicitação por ofício e sendo um debate aberto e democrático não haveria problema.

 

·         Álvaro sugere realizar na Câmara Municipal ou Escola do Parlamento, Sanderli acha que o Político precisa vir na Região Macro Leste.

 

·         Valdir sugere que pensemos até a próxima reunião propostas da logística deste evento como: data, local, debatedores convidados e estratégia de mobilização do público.

 

·         Alvaro comenta sobre o Júbilo de 10 Anos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste que o Vereador Natalini ficou de mandar na ocasião do Seminário Comemorativo de 10 Anos realizado em 17/10/2015, e na semana seguinte Amanda confirmou por e-mail que o documento havia chegado ao endereço do SESC e que será exibido para todos na próxima plenária.

 

·         Cintia confirma a sugestão de que pensemos no debate até a próxima plenária, podendo-se chamar outros parceiros para ajudar na promoção e indaga sobre o projeto do Fórum da Agenda 21 Macro Leste.

 

·         Sanderli acha que já seria possível na próxima plenária ter uma sondagem de viabilidade de um projeto simples, pesando-se o ganho de visibilidade, os prós e contras, e nos valendo de uma estrutura já existente na Subprefeitura da Cidade Tiradentes talvez para o levantamento, e também no histórico de trabalhos já desenvolvidos pela Regina Chaves, como a experiência de parceria com o SESC Itaquera já realizada no Parque na Consciência Negra e tentando também envolver até o CADES.

 

·         Cintia crê então que poderia se pensar num embrião de projeto para próxima plenária, com tema no estudo, proteção e recuperação de nascentes, tendo em vista que as Subprefeituras podem solicitar financiamento do projeto ao FEMA a qualquer tempo, bastando submete-los a apreciação do CONFEMA, sem aguardar edital segundo comentário do Cássio.  Lembra também que na SMA existia um Edital específico a projetos recuperação de nascentes com verba da ordem de R$60mil.

 

·         Sanderli lembrou bem que a área de nascente a ser preservada, atrás da APA Iguatemi, remanescente é ainda de propriedade da CDHU, sendo um órgão também estadual, o que poderia facilitar o trâmite para obtenção de financiamento, caso a opção de solicitação de verba para o projeto seja através do Edital específico de Recuperação de Nascentes da Secretaria Estadual do Meio Ambiente SMA.

 

·         Cintia recupera o que foi discutido na plenária com a chegada do Fred:

o    Atualização do Site: Álvaro & Jorge

o    Projeto de Mapeamento, proteção e recuperação de nascentes. Recursos FEMA via Subprefeituras.

o    Seminário/Debate com os candidatos a cargos eletivos este ano na Cidade:

§  Apresentação da Carta Proposta do Fórum da Agenda 21 Macro Leste (Esboço Fred)

§  Assinatura de Termo de Compromisso

§  Defesa de cada Programa de Governo com relação ao meio ambiente equilibrado ás demandas cotidianas da cidade/região leste.

Pendências: Data, Local, Debatedores Convidados, Estratégia para atrair grande público.

 

·         Fred sugere o espaço do Sindicato dos Engenheiros SEESP que é suprapartidário, com localização central, próximo de metrô fácil acesso. Eles mantêm o Instituto Superior de Inovação e Tecnologia (Isitec), e são engajados em questões sócio ambientais.

 

·         Sanderli comenta que poderíamos usar os CEUs da Região, é importante que os candidatos venham na região Leste!

 

·         Cintia pede a Amanda para recuperar o texto da Carta Proposta elaborada pelo Fred através do e-mail para apresentar para plenária via Datashow.

 

·         Fred detalha que iniciou a Carta Proposta através da apresentação do Fórum da Agenda 21 Macro Leste, modelo encontrado no site do fórum, e combinando com iniciativas inovadoras e inspiradoras como IPTU Verde na forma de projeto de lei e o Jardim de Chuva que direciona a água da chuva através de chanfros nas guias e sarjetas para irrigação da vegetação das calçadas e posterior retorno a sarjeta para continuidade do curso das águas pluviais.

 

·         Amanda lê o esboço da Carta Proposta e os presentes sugerem modificações cujo resultado é o anexo 1 desta ATA.

 

·         Viviane faz uma exposição das linhas de trabalho do Educativo do SESC e as ações são propostas diretamente a qualquer monitor de programação da educação ambiental que formata para os gestores de programação e dependendo do escopo submete a aprovação da Gerencia Geral se necessário buscar recursos complementares em termos de gerais, de pessoal, financeiro e ativos necessários ao andamento da nova iniciativa proposta.  É analisado sempre pontualmente caso a caso.  Vários exemplos foram dados por Viviane.

 

·         Amanda expõe sua tese de Mestrado detalhando a metodologia de cálculo dos Índices de Vulnerabilidade Sócio Ambiental a partir de dados primários obtidos dos órgãos oficiais União IBGE, Estadual CETESB, e do Município da PMSP.

Maiores informações nos links:

http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/90/90131/tde-03122013-165716/es.php

http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/90/90131/tde-03122013-165716/pt-br.php

http://www.bv.fapesp.br/pt/pesquisador/104703/amanda-martins-jacob/

http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/90/90131/tde-03122013-165716/publico/JACOB_Dissertacao_USP_corrigida.pdf <=Download da Tese 7Mb.

 

 

Encaminhamentos para a Plenária de Março/2016 19/03/2016:

 

Ação

Responsável

Até

Agendamento de Reunião Erika Mourão Trindade Dutra/Regina Siqueira Silva

                                        Cintia Okamura/Sanderli Aparecida de Brito

Viviane/Amanda

19/03/2016

Apresentar o detalhamento do organograma das linhas de trabalho do Educativo do SESC Itaquera para viabilizar futuras parcerias entre SESC Itaquera e o Fórum Agenda 21

Viviane

Executado 100% em 20/02/2016

Rascunho do Documento de Proposta Ambiental à classe política com Sugestões do Fórum Agenda 21 Macro Leste para os Planos de Governo Municipais (Ações Executivas e Legislativas):

Encaminhar carta do Fórum Agenda 21 Macro Leste para os vereadores (Natalini, Ricardo Young, Benko e outros) candidatos a vereadores por São Paulo, no sentido de buscar parcerias futuras e emendas parlamentares para alavancar o trabalho do Fórum Agenda 21 Macro leste. Vereador não tem segundo turno.

Encaminhar carta do Fórum da agenda 21 Macro leste para os candidatos a Prefeito da cidade de São Paulo, no sentido de buscar parcerias futuras para alavancar o trabalho de sustentabilidade do Fórum da agenda 21 Macro leste nas

Subprefeituras (fortalecer os CONREMADS), Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente, Secretaria Municipal da Habitação (ocupação irregular) e Secretaria Municipal de Serviços (resíduos e tecnologias sustentáveis), Prefeitos podem ter o segundo turno.

Fred

Revista e Atualizada pela plenária em 20/02/2016

Estudar a melhor forma do Fórum da Agenda 21 Macro Leste captar recursos para os próximos projetos:

- Estudar a possibilidade do Fórum Agenda 21 Macro leste buscar parcerias com as Organizações Sociais (OS) para conseguir recursos financeiros inclusive para patrocinar eventos e locomoção dos moradores da periferia.

- Ou estudar a possibilidade de transformar o Fórum da agenda 21 Macro leste numa OS, isto é, transformar numa pessoa jurídica, apesar dos riscos e dificuldades inerentes à gestão de uma organização formal, como sede, recursos para subsistência.

Cintia/Sanderli

Alvaro

19/03/2016

Detalhamento dos projetos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste para 2016:

 

 

o    Capacitação de Entidades Locais

Sanderli

19/03/2016

o    Parcerias Programáticas em Educação Ambiental entre o SESC Itaquera, Subprefeituras da Macro Região e o Fórum da Agenda 21 Macro Leste.

Viviane/Amanda

Cintia/Alvaro

19/03/2016

o    Diagnóstico da Problemática Ambiente e Moradia com Criação de Fórum Participativo da Região Macro Leste

Alvaro/Cintia

/Fred/Jacques

19/03/2016

o    Mapeamento / Diagnostico / Ações de Proteção e Recuperação de Nascentes da Macro Região Leste.  Produzir Rascunho do Projeto

 

 

Propostas para inovar e dar visibilidade ao Fórum Agenda 21 Macro leste para 2016:

1. Repaginar e atualizar constantemente a página do blog do Fórum Agenda 21 Macro leste. Dificuldade: quem será(ão) o(s) administrador(es) do site/blog.

2. Criar página do Fórum Agenda 21 Macro leste no Facebook. Justificativa: ampliar e interação com os seguidores acima de 900 adeptos, além da ZL. Dificuldade: quem será(ão) o(s) moderador(es)

Jorge/Alvaro

Item 1 Feito 30%

19/03/2016

Verificar a possibilidade da apresentação da peça teatro para a qual se pede o apoio do Fórum Agenda 21 Macro Leste

Adria

19/03/2016

Próxima Atividade do Fórum Agenda 21 Macro Leste do Município de São Paulo.

Plenária de Março/2016

19/03/2016 (Sábado) Horário: 10h-13h

Local: SESC Itaquera – Espaço “Benfeitores da Natureza”.

Anexo 1 – Esboço da Proposta Ambiental

Senhor candidato,

O Fórum Agenda 21 Macro Leste consolida-se como um espaço democrático para discussão sobre temas ligados à sustentabilidade, com vistas ao atendimento da demanda por projetos e políticas públicas na cidade, especificamente na região leste, gerados com respeito à pluralidade do uso racional do espaço urbano e rural de forma ecologicamente sustentável, socialmente justa, politicamente democrática e economicamente viável.
A mais de uma década, o Fórum Agenda 21 Macro Leste, vem propiciando, disseminando e mantendo uma cultura política de envolvimento comunitário, da atuação de partes interessadas, buscando a contribuição para tornar as nossas comunidades auto-sustentáveis.

Leia mais: http://forumag21macroleste.webnode.com.br/news/carta-de-principios/

Precisamos que V. Sa. priorize as questões socioambientais nos projetos de lei como o IPTU verde e emendas parlamentares para construção de jardins de chuva nos bairros.

Vamos mudar São Paulo rumo à cidade compacta e sustentável.

----------o----------

Presentes:

Álvaro Florentino da Silva Junior (FAPESP/CETESB); Jorge Rodrigues Marques (BSGI – DEPAC Agente Ambiental);  Aparecida Kida Sanches (Rede Eco Despertar); Valdir da Silva Oliveira (Rede Eco Despertar); Leandro Douglas Alves de Lima (Grafiteiro e Promotor Cultural Internacional – ONG Rosa de Saron)

 

Justificaram ausência:

Amanda Martins Jacob (SESC – Itaquera); Cintia Okamura (CETESB); Frederico Okabayashi (Parques Sustentáveis/Serviço Funerário PMSP); Jacques Lolive (CNRS – Centro Nacional de Pesquisa Científica da França); Viviane Cristina dos Santos (SESC – Itaquera).

 

Pauta

Devido ao pequeno comparecimento e tomando por base os encaminhamentos deliberados na plenária anterior, foram reduzidos os itens de pauta, para aqueles nos quais os presentes pudessem avaliar, contribuir, ponderar através de argumentos e propor sugestões.

 

Ação

Responsável

Até

o    Rascunho do Documento de Proposta Ambiental à classe política com Sugestões do Fórum Agenda 21 Macro Leste para os Planos de Governo Municipais (Ações Executivas e Legislativas):

o    Encaminhar carta do Fórum Agenda 21 Macro Leste para os vereadores (Natalini, Ricardo Young, Benko e outros) candidatos a vereadores por São Paulo, no sentido de buscar parcerias futuras e emendas parlamentares para alavancar o trabalho do Fórum Agenda 21 Macro leste. Vereador não tem segundo turno.

o    Encaminhar carta do Fórum da agenda 21 Macro leste para os candidatos a Prefeito da cidade de São Paulo, no sentido de buscar parcerias futuras para alavancar o trabalho de sustentabilidade do Fórum da agenda 21 Macro leste nas Subprefeituras (fortalecer os CONREMADS), Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente, Secretaria Municipal da Habitação (ocupação irregular) e Secretaria Municipal de Serviços (resíduos e tecnologias sustentáveis), Prefeitos podem ter o segundo turno.

o    Debate com os candidatos do executivo e legislativo municipais sobre como o tema sustentabilidade está previsto nos programas de governo dos partidos e/ou coligações, e mais especificamente para a região macro leste.

Fred/Plenária

Revista e Atualizada pela plenária em 19/03/2016

Detalhamento dos projetos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste para 2016:

 

 

o    Mapeamento / Diagnostico / Ações de Proteção e Recuperação de Nascentes da Macro Região Leste.  Produzir Rascunho do Projeto

Sanderli/Valdir

Kida/Alvaro/Cintia

19/03/2016

Propostas para inovar e dar visibilidade ao Fórum Agenda 21 Macro leste para 2016:

o    Repaginar e atualizar constantemente a página do blog do Fórum Agenda 21 Macro leste. Dificuldade: quem será(ão) o(s) administrador(es) do site/blog. 50% completo.  Falta atualizar informações Geopolíticas da Região como Lista de Subprefeitos.  E Documentar historicamente os eventos passados desde que o administrador parou de atualizar, contar com envio de fotos e textos dos ativistas históricos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste.

o    Criar página do Fórum Agenda 21 Macro leste no Facebook. Justificativa: ampliar e interação com os seguidores acima de 900 adeptos, além da ZL. Dificuldade: quem será(ão) o(s) moderador(es)

Jorge/Alvaro

Item 1 Feito 30%

19/03/2016

 

 

Inicio da Reunião

 

·         Apresentação dos Presentes e assinatura de lista de presenças.

 

·         Com relação ao Esboço da Proposta Ambiental, os presentes na plenária, propuseram retirar o item IPTU verde da Proposta para discuti-lo no Fórum Agenda 21, por entender que é necessário ter a proposta com os termos e princípios que norteariam sua implantação. Isso porque, dependendo da redação do projeto de lei, poder-se-ia gerar injustiça tributária, uma vez que pessoas com alto poder aquisitivo poderiam ser as maiores beneficiárias e a parcela de menor renda e residentes em imóveis antigos penalizada. Um pequeno apanhado na internet sobre os projetos de IPTUs verdes já existentes ou em tramitação e observou-se que em alguns casos, é isto que está acontecendo como em:

http://g1.globo.com/bahia/noticia/2015/03/iptu-verde-e-lancado-e-da-desconto-de-ate-10-para-praticas-sustentaveis.html

e

http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/subprefeituras/perus/noticias/?p=61687

Que contempla apenas os novos empreendimentos.

 

Na nossa visão o IPTU verde atingiria melhor seus objetivos de recuperação e preservação do meio ambiente urbano, quando as práticas sustentáveis forem acessíveis às populações de baixa renda, na qual a densidade populacional, e sua capilaridade contribuem decisivamente para a redução geral da pegada humana no território da cidade.  Para viabilizar o viés social do IPTU Verde, é necessário avaliar que os imóveis mais luxuosos e de maior área, já são taxados com IPTU e que os descontos por pontos verdes poderiam acarretar uma perda de receita significativa, nossa sugestão seria que a partir de um determinado tamanho o Imóvel deveria realizar ações compensatórias para não ter seu IPTU sobretaxado, tendo um prazo para adequação de ações sustentáveis.  Os inferiores a este tamanho seriam beneficiados por pontos verdes que implicariam em descontos nos valores de IPTU a serem pagos.  Os munícipes isentos que desejarem empreender ações sustentáveis em seus imóveis poderiam receber um “IPTU negativo”, limitado a uma fração do IPTU devido calculado pelo patamar do menor imóvel atualmente tributado na região.

 

Texto do Esboço da Proposta Ambiental encontra-se no Anexo 1 no final desta ATA.

 

·         Com relação ao planejamento e organização do Debate com os candidatos aos cargos do executivo e legislativo municipais foram ponderados alguns pontos:

o    Preferência de manter sua realização no SESC para garantir o caráter neutro do evento, que é uma característica igualmente do Fórum da Agenda 21 Macro Leste, defender e promover políticas públicas para o bem comum, porém mantendo-se sempre apartidário.  Por esta razão, como todos os candidatos provavelmente buscarão por votos na região macro leste, não podemos nos restringir aos candidatos típicos da região macro leste, pois isto poderia caracterizar uma convocação tendenciosa a um determinado leque de partidos e/ou coligações.  Convidando todas as coligações, e partidos independentes com candidaturas próprias, mantemos a neutralidade, e o SESC não deverá fazer objeções a realização de um debate supra-partidário, para a promoção de Progresso e Bem Estar Social Sustentável para a Região Macro Leste.

o    Estarão em discussão as propostas de políticas públicas (Programas de Governo), principalmente a relação com aspectos socioambientais e de sustentabilidade e que impactam a região Leste da capital.

o    Convidar um ou dois representantes de cada um dos Partidos ou Coligação com candidatura à prefeitura de São Paulo em 2016 (ideal um do executivo e um do legislativo); para não virar palanque congestionado de candidatos, uma vez que as falas se concentrarão sobre os programas de governo das coligações e partidos independentes, nos aspectos de como promover o atendimento das demandas sociais pela qualidade de vida da região, porém com equilíbrio sustentável.

o               Será necessária a elaboração de um roteiro para a execução do debate, estipulando tempos de fala e espaço para perguntas da plenária.

 

·         Quanto ao Projeto de Proteção/Recuperação das Nascentes da Região Macro Leste, baseado na experiência de sucesso entre a Subprefeitura da Cidade Tiradentes e o SESC Itaquera em Novembro/2015, Mês da Consciência Negra, onde ações conjuntas foram realizadas no Parque da Consciência Negra de Cidade Tiradentes, sugeriu-se iniciar um piloto a partir de ações de proteção e educação ambiental de sensibilização, na nascente existente dentro do Parque da Consciência Negra, e espelhar a mesma ação para a nascente existente no terreno de propriedade da COHAB, atrás da APA Iguatemi.  Os recursos humanos viriam de cessão parcial de tempo de profissionais da Subprefeitura de Cidade Tiradentes e do SESC Itaquera.  Após uma primeira intervenção documentada, formalizar o projeto dentro da Subprefeitura da Cidade Tiradentes e do SESC Itaquera para estudo de viabilidade de obtenção de patrocínio interno e externo, para garantir a continuidade e crescimento do escopo do projeto cujas sugestões da plenária foram:

o    Na Subprefeitura da Cidade Tiradentes o projeto formal seria submetido ao CONFEMA para obtenção de patrocínio do FEMA (Fundo Especial do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável)

o    No SESC Itaquera o projeto formatado pela equipe envolvida na primeira ação documentada, seria submetido à análise da Gerencia Geral como comentado pela Amanda em plenárias passadas.

o    É necessário que exista uma comunicação formal de nossas intenções de ampliação da parceria Fórum da Agenda 21 Macro Leste e SESC Itaquera para que seja viabilizada a primeira ação a ser realizada, através da cessão em tempo parcial de profissionais do SESC e posterior avaliação de ampliação e continuidade do projeto a partir de patrocínios internos e externos ao SESC.

o    A Equipe do Fórum da Agenda 21 apoiará e acompanhará a ação, realizará a sensibilização dos representantes dos CADES regionais com ampla divulgação, por mailing, redes sociais convidando a população a participar e prestigiar o evento.  Outras pessoas participantes do fórum poderão ser envolvidas em outros papéis na execução e acompanhamento do projeto após sua formalização e obtenção formal de patrocínio, para que estas possam se dedicar ao projeto por mais tempo que atualmente dedicam de forma voluntária.

o    Kida e Valdir se comprometeram a trazer um esboço de Projeto mais amplo em relação à questão das Nascentes, envolvendo os demais aspectos envolvidos, tais como moradia, entre outros.

 

·         Quanto ao último item, Jorge e Álvaro apenas comentam o Status atual da modernização do site do Fórum da Agenda 21 Macro Leste, permanecendo pendentes, a atualização de mais eventos históricos já realizados pelo Fórum, como o Seminário de 17/10/2015, bem como as atualizações Geopolíticas com os históricos de lideranças das subprefeituras da região macro leste desde 2005 até os dias atuais, e se possível relacioná-las as atividades empreendidas pelo Fórum da Agenda 21 Macro Leste ao longo de sua história, nos GTs de Conflitos da Ocupação Urbana, Política de Resíduos Sólidos, Usina de Reciclagem de RCC – Resíduos da Construção Civil entre outros.

 

Encaminhamentos para a Plenária de Abril/2016 16/04/2016:

 

Ação

Responsável

Até

Agendamento de Reunião Erika Mourão Trindade Dutra/Regina Siqueira Silva

                                        Cintia Okamura/Sanderli Aparecida de Brito

Viviane/Amanda

16/04/2016

o    Rascunho do Documento de Proposta Ambiental à classe política com Sugestões do Fórum Agenda 21 Macro Leste para os Planos de Governo Municipais (Ações Executivas e Legislativas):

o    Encaminhar carta do Fórum Agenda 21 Macro Leste para os vereadores (Natalini, Ricardo Young, Benko e outros) candidatos a vereadores por São Paulo, no sentido de buscar parcerias futuras e emendas parlamentares para alavancar o trabalho do Fórum Agenda 21 Macro leste. Vereador não tem segundo turno.

o    Encaminhar carta do Fórum da agenda 21 Macro leste para os candidatos a Prefeito da cidade de São Paulo, no sentido de buscar parcerias futuras para alavancar o trabalho de sustentabilidade do Fórum da agenda 21 Macro leste nas Subprefeituras (fortalecer os CONREMADS), Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente, Secretaria Municipal da Habitação (ocupação irregular) e Secretaria Municipal de Serviços (resíduos e tecnologias sustentáveis), Prefeitos podem ter o segundo turno.

o    Debate com os representantes das coligações/partidos sobre como o tema sustentabilidade está previsto nos programas de governo dos partidos e/ou coligações, e mais especificamente para a região macro leste.

Fred

Revista e Atualizada pela plenária em 16/04/2016

 

Continuação dos Encaminhamentos para a Plenária de Abril/2016 16/04/2016:



Ação

Responsável

Até

Estudar a melhor forma do Fórum da Agenda 21 Macro Leste captar recursos para os próximos projetos:

- Estudar a possibilidade do Fórum Agenda 21 Macro leste buscar parcerias com as Organizações Sociais (OS) para conseguir recursos financeiros inclusive para patrocinar eventos e locomoção dos moradores da periferia.

- Ou estudar a possibilidade de transformar o Fórum da agenda 21 Macro leste numa OS, isto é, transformar numa pessoa jurídica, apesar dos riscos e dificuldades inerentes à gestão de uma organização formal, como sede, recursos para subsistência.

Cintia/Sanderli

Alvaro

16/04/2016

Detalhamento dos projetos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste para 2016:

 

 

o    Capacitação de Entidades Locais

Sanderli

16/04/2016

o    Parcerias Programáticas em Educação Ambiental entre o SESC Itaquera, Subprefeituras da Macro Região e o Fórum da Agenda 21 Macro Leste.

Viviane/Amanda

Cintia/Alvaro

16/04/2016

o    Diagnóstico da Problemática Ambiente e Moradia com Criação de Fórum Participativo da Região Macro Leste

Alvaro/Cintia

/Fred/Jacques

16/04/2016

o    Mapeamento / Diagnostico / Ações de Proteção e Recuperação de Nascentes da Macro Região Leste.  Produzir Rascunho do Projeto

Valdir/Kida

Alvaro

16/04/2016

Propostas para inovar e dar visibilidade ao Fórum Agenda 21 Macro leste para 2016:

o    Repaginar e atualizar constantemente a página do blog do Fórum Agenda 21 Macro leste. Dificuldade: quem será(ão) o(s) administrador(es) do site/blog. 50% completo.  Falta atualizar informações Geopolíticas da Região como Lista de Subprefeitos.  E Documentar historicamente os eventos passados desde que o administrador parou de atualizar, contar com envio de fotos e textos dos ativistas históricos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste.

o    Criar página do Fórum Agenda 21 Macro leste no Facebook. Justificativa: ampliar e interação com os seguidores acima de 900 adeptos, além da ZL. Dificuldade: quem será(ão) o(s) moderador(es)

Jorge/Alvaro

16/04/2016

Verificar a possibilidade da apresentação da peça teatro para a qual se pede o apoio do Fórum Agenda 21 Macro Leste

Adria

16/04/2016

 

Próxima Atividade do Fórum Agenda 21 Macro Leste do Município de São Paulo.

16/04/2016 (Sábado) Horário: 10h-13h

Local: SESC Itaquera – Espaço “Benfeitores da Natureza”.

 

ANEXO 1 – ESBOÇO DA PROPOSTA AMBIENTAL

 

Senhor(a) candidato(a),

O Fórum Agenda 21 Macro Leste consolida-se como um espaço democrático para discussão sobre temas ligados à sustentabilidade, com vistas ao atendimento da demanda por projetos e políticas públicas na cidade - especificamente na região leste - gerados com respeito à pluralidade do uso racional do espaço urbano e rural de forma ecologicamente sustentável, socialmente justa, politicamente democrática e economicamente viável. Por mais de uma década, o Fórum Agenda 21 Macro Leste, vem propiciando, disseminando e mantendo uma cultura política de envolvimento comunitário, da atuação de partes interessadas, buscando a contribuição para tornar as nossas comunidades auto-sustentáveis.

Leia mais: http://forumag21macroleste.webnode.com.br/news/carta-de-principios/

Precisamos que V. Sa. priorize as questões socioambientais nos projetos de lei e emendas parlamentares, visando a implantação de ações mais sustentáveis, tais como a construção de Jardins de Chuva nos bairros.

Vamos mudar São Paulo rumo à cidade compacta e sustentável.

----------0----------

 

Presentes:

 

Álvaro Florentino da Silva Junior (FAPESP/CETESB); Jorge Rodrigues Marques (BSGI – DEPAC Agente Ambiental); Sanderli Aparecida de Brito (Subprefeitura – Cidade Tiradentes); Élcio Aparecido Munin (CEMAIS/Partido Verde); Amanda Martins Jacob (SESC – Itaquera).

 

Justificaram ausência:

 

Aparecida Kida Sanches (Rede Eco Despertar); Cintia Okamura (CETESB); Frederico Okabayashi (Parques Sustentáveis/Serviço Funerário PMSP); Jacques Lolive (CNRS – Centro Nacional de Pesquisa Científica da França); Valdir da Silva Oliveira (Rede Eco Despertar);

 

Pauta

 

O Esboço da Proposta Ambiental do Fórum da Agenda 21 Macro Leste a ser encaminhado aos candidatos às Eleições Municipais este ano foi inicialmente avaliado na plenária de Fevereiro/2016. Na plenária anterior de Marco/2016, algumas considerações foram feitas sobre o texto e sugeriu-se uma nova redação a ser avaliada pelos presentes na plenária de Abril/2016, Anexo 1 desta ATA.  Porém devido ao quórum reduzido e ausência do relator principal da mesma, os presentes decidiram não avaliar este item deixando-o para a próxima plenária de Maio/2016.

 

Outra parte dos encaminhamentos da plenária de Março/2016 resultou num Requerimento Formal do Fórum da Agenda 21 Macro Leste, endereçado à Gerência geral do SESC Itaquera solicitando a possibilidade de cooperação nas seguintes demandas:

1.     Sediar no SESC Itaquera um Debate com representantes da classe política sobre “O que trazem os Programas de Governo com respeito à temática ambiental?”, questionando todas as coligações e partidos que disputarão as próximas eleições municipais, e se eles firmariam um termo de compromisso de incorporar em seus programas as sugestões de políticas públicas debatidas pelo Fórum da Agenda 21 Macro Leste.

2.     Estreitar a parceria entre o Fórum da Agenda 21 Macro Leste e o SESC Itaquera através da cooperação mútua de recursos humanos e materiais, num anteprojeto piloto de levantamento, defesa e recuperação de nascentes de cursos d’água na Região Macro Leste, cujo desenvolvimento do Projeto de execução é parte integrante da construção coletiva entre:

a.     Profissionais do SESC Itaquera.

b.     Integrantes do Fórum da Agenda 21 Macro Leste.

c.     Subprefeituras da região macro leste, inclusive envolvendo os CADES regionais.

 

A devolutiva da Gerência Geral do SESC Itaquera com relação ao mencionado requerimento referentes a cada item foi: 1. Negativa e 2. Positiva.

 

Levando-se em consideração a devolutiva acima e considerando o pequeno comparecimento desta plenária reduzimos a pauta para um único item, sobre o qual os presentes pudessem avaliar contribuir, ponderar através de argumentos e propor sugestões.

 

Ação

Responsável

Até

Detalhamento dos projetos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste para 2016:

 

 

Mapeamento / Diagnostico / Ações de Proteção e Recuperação de Nascentes da Macro Região Leste.  Esclarecer estratégia inicial de construção coletiva do projeto envolvendo:

o    Integrantes Fórum da Agenda 21 Macro Leste

o    Recursos Materiais e Humanos do SESC Itaquera

o    Recursos Materiais e Humanos da Sub prefeitura de Cidade Tiradentes

Alvaro

Amanda/Sanderli

16/04/2016

 

Inicio da Reunião

 

·         Apresentação dos Presentes e assinatura de lista de presenças.

 

·         Álvaro relata a Amanda e Sanderli, ausentes na reunião plenária de Março/2016, sobre o que foi discutido naquela reunião, e no desdobramento posterior que resultou num requerimento formal do Fórum da Agenda 21 Macro Leste, enviado por Cintia Okamura à Gerente Geral do SESC, solicitando o apoio da unidade em dois temas já mencionados na pauta, informando que recebeu na sexta-feira, 15/04/2016 um e-mail da Cintia com a Devolutiva Oficial da Gerencia Geral do SESC, confirmando o apoio da unidade em apenas um dos temas que se refere ao Projeto de Proteção e Recuperação de Nascentes da Região Macro Leste.

 

·         Sanderli nos informa que nestes últimos dois meses, aconteceram ações violentas que colocam em risco quem for àquele local de responsabilidade da CDHU.  Em detalhe informou que as guaritas dos vigias foram incendiadas, e que uma moto, de propriedade de um dos funcionários também foi incendiada.  A falta de segurança no local inviabiliza no momento qualquer ação nossa sobre nascentes naquela área.  Neste momento poderíamos nos restringir a ações somente tendo por base a nascente no interior do Parque da Consciência Negra e por ser um parque temático, procurar associar a conscientização ambiental a um tema relativo à cultura afro descendente.

 

·         Amanda indaga sobre a dimensão deste projeto, seriam sucessões de ações pontuais de sensibilização da população, ou se o projeto seria mais ambicioso.

 

·         Sanderli esclarece que a proposta é no futuro formatar projetos técnicos que tenham corpo e possam captar recursos financeiros para apoiar as ações de efetiva recuperação das nascentes de toda região macro leste, num processo contínuo de avanço na melhoria da qualidade de vida.  Porém o projeto poderia ser desenvolvido em etapas, e num primeiro momento seria uma etapa de formação e capacitação dos participantes do projeto, e que o próprio projeto seria construído coletivamente, na qual a captação de recursos humanos e materiais se daria através de parcerias, agregando pessoas de forma voluntária.

 

·         Amanda lembra que em julho próximo será feita uma oficina de um dia de formatar projetos com objetivo de se responder a editais, e que ela própria vai ministrar o conteúdo desta oficina.

 

·         Sanderli complementa que procurou o CECAP – Centro de Capacitação Popular, para trazer os treinamentos para a Cidade Tiradentes para reforçar as iniciativas de se formalizar, com propriedade, novas ONGs, pois algumas das principais e antigas da região, como Ação Comunitária Tiradentes e Brasil Gigante, perderam sua capacidade de execução de projetos com o poder público.  É forte a presença de entidades sediadas em outras regiões, vencerem os editais e iniciar trabalhos de assistência social na Cidade Tiradentes, cuja população encara com desconfiança pessoas de fora da região envolvidas no atendimento destes programas.

 

·         Amanda ressalta a importância da construção coletiva do Projeto de Proteção e Recuperação de Nascentes da Região Macro Leste, e que sendo o SESC envolvido desde o início, fica mais fácil obter junto a gerência apoio e até patrocínio.

 

·         Álvaro lembra que as primeiras iniciativas e ações do Anteprojeto poderiam ser executadas através da sessão de tempo parcial de pessoas das entidades SESC Itaquera, Subprefeitura de Cidade Tiradentes e do Fórum da Agenda 21 Macro Leste, na forma voluntariada e eventualmente a utilização de recursos materiais já disponíveis nas mesmas entidades.  Como foi feito em Novembro/2015 no Parque da Consciência Negra de Cidade Tiradentes a parceria que envolveu pessoas da Subprefeitura da Cidade Tiradentes e do SESC Itaquera nos eventos relativos à Valorização Étnica, Cultural e Histórica dos Cidadãos Afrodescendentes no mês da Consciência Negra.

 

·         Amanda resgata um histórico de recuperação de nascente, já feita em parceria com a UBS 9 de Julho e a ONG Rios e Ruas, e sugere chamar José Bueno, liderança desta ONG, para dar um treinamento aos integrantes do Fórum da Agenda 21 Macro Leste, mesmo que este evento envolva o pagamento de honorários para a ONG por parte do SESC.

 

·         Álvaro complementa que no momento da captação inicial de recursos financeiros poderia ser feita através do FEMA-Fundo Especial de Meio Ambiente desde que o projeto possa ser gerenciado/acompanhado pela Subprefeitura, pois elas podem apresentar projetos ao conselho do fundo, o CONFEMA, a qualquer tempo, mesmo na ausência de Edital específico.  Futuramente novos financiadores como a FAPESP e até da Iniciativa Privada poderiam surgir.

·         Sanderli avisa que neste momento não existe um técnico na Subprefeitura que possa supervisionar a execução deste projeto, condição obrigatória para se pleitear recursos junto ao CONFEMA.  Por esta razão esta fase não comporta o esforço da escrita formal do projeto, pois não se conseguirá executá-lo e acompanha-lo de forma adequada.  Assim a ideia inicial é apenas pensar na captação de recursos humanos e materiais para intervenção pontual de sensibilização, e subsequente processo de construção coletiva do projeto, desta forma será possível avaliar o comprometimento dos atores quanto às entregas, para futuramente se evoluir para uma condição na qual existam os recursos financeiros.  A maneira de se obter os recursos financeiros será definida também pelo mesmo coletivo, podendo ser através da responsabilidade de parceiro executor, ou quem sabe, o próprio Fórum da Agenda 21 Macro Leste tornar-se uma figura Jurídica.

 

·         Amanda sugere então que façamos uma “lição de casa” de pesquisa, já pensando em linhas de ação:

o    Formação/Capacitação Técnica do passo a passo de um plano como se recuperar uma nascente de forma correta, usando mata ciliar nativa, como dimensionar os recursos, quais as fases, duração, etc.

o    Formação/Capacitação Administrativa de Planejamento e Gestão de Projetos Técnicos, visando à captação de financiamentos junto aos mecanismos disponibilizados pelos Agentes Financiadores Tradicionais do Poder Público e até da Iniciativa Privada (Chancela Instituto Ethos, por exemplo).

o    Formação/Capacitação Educadora para Sensibilização da População, incluindo articulação de ações populares de apoio, caminhadas, abaixo assinados, etc. garantindo apoio da Opinião Pública.

o    Intervenção pontual sensibilizadora de visando à captação de recursos humanos da região individuais ou organizações com potencial para tornarem-se executores dos projetos

Pensando numa fase anterior ao próprio Anteprojeto de Proteção e Recuperação de Nascentes as linhas de ação de Formação/Capacitação são importantes, para os próprios integrantes assíduos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste, pois podem ser eles os multiplicadores de conhecimento na Formação/Capacitação dos executores individuais ou ONG/OCIP(coletivos) para o projeto mencionado, ou outros projetos futuros.

 

·         Sanderli pondera que a participação de terceiros na fase de Anteprojeto, na qual as entidades cedem recursos materiais e humanos de forma voluntária e abnegada, é bem vinda se estes terceiros também toparem fazer o investimento de doação de seus recursos, materiais e humanos, também de forma voluntária.  Caso não seja possível então este terceiro não nos serve ao anteprojeto, pois nesta fase inicial não existirão recursos financeiros disponíveis.

 

·         Amanda reforça que é possível o SESC remunerar a ONG Rios e Ruas para proporcionar um treinamento aos integrantes do Fórum da Agenda 21 Macro Leste, porém é necessário um quórum mínimo de participantes para viabilizar a contratação.

 

·         Álvaro considera válida a iniciativa do SESC de contratação da ONG Rios e Ruas, e se utilizarmos na divulgação o Mailing do Fórum, vamos atrair muitas pessoas no dia do treinamento, garantindo o quórum que o SESC espera alcançar.

 

·         Sanderli faz uma ressalva contando que a experiência nos mostra que eventos abertos a todos trazem uma heterogeneidade no grupo que atrapalha a experiência educacional daqueles integrantes habituais que desejamos formar, e que estão comprometidos com a continuidade das ações do Fórum.  Os que vão estar presentes de forma esporádica, vão aproveitar o acesso aos palestrantes, que o dia de treinamento vai proporcionar, para levar seus questionamentos e demandas individuais, e geralmente se constitui de um tipo de público que não se engajará nas ações futuras do Fórum.

 

·         Álvaro lembra que ele próprio foi um destes participantes esporádicos que uma vez visitou uma reunião plenária do Fórum, mas, que a vontade de fazer a diferença o fez continuar e engajar-se.  Pretende convidar os colegas do Curso de Formação de Agentes Socioambientais Urbanos que integra o Programa Carta da Terra em Ação da UMAPAZ, para que venham nas plenárias do Fórum, principalmente àqueles que residem na Zona Leste, assim espera atrair mais pessoas que se tornem frequentadores assíduos das plenárias do Fórum.

 

Encaminhamentos para a Plenária de Maio/2016 21/05/2016: (Herdados das Anteriores + Desta Plenária)

 

Ação

Responsável

Até

Agendamento de Reunião Erika Mourão Trindade Dutra/Regina Siqueira Silva

                                        Cintia Okamura/Sanderli Aparecida de Brito

Viviane/Amanda

21/05/2016

o    Rascunho do Documento de Proposta Ambiental à classe política com Sugestões do Fórum Agenda 21 Macro Leste para os Planos de Governo Municipais (Ações Executivas e Legislativas):

o    Encaminhar carta do Fórum Agenda 21 Macro Leste para os vereadores (Natalini, Ricardo Young, Benko e outros) candidatos a vereadores por São Paulo, no sentido de buscar parcerias futuras e emendas parlamentares para alavancar o trabalho do Fórum Agenda 21 Macro leste. Vereador não tem segundo turno.

o    Encaminhar carta do Fórum da agenda 21 Macro leste para os candidatos a Prefeito da cidade de São Paulo, no sentido de buscar parcerias futuras para alavancar o trabalho de sustentabilidade do Fórum da agenda 21 Macro leste nas Subprefeituras (fortalecer os CONREMADS), Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente, Secretaria Municipal da Habitação (ocupação irregular) e Secretaria Municipal de Serviços (resíduos e tecnologias sustentáveis), Prefeitos podem ter o segundo turno.

o    Debate com os representantes das coligações/partidos sobre como o tema sustentabilidade está previsto nos programas de governo dos partidos e/ou coligações, e mais especificamente para a região macro leste.

Fred

Revista e Atualizada pela plenária em 19/03/2016

O que fazer com isso em

21/05/2016

Estudar a melhor forma do Fórum da Agenda 21 Macro Leste captar recursos para os próximos projetos:

- Estudar a possibilidade do Fórum Agenda 21 Macro leste buscar parcerias com as Organizações Sociais (OS) para conseguir recursos financeiros inclusive para patrocinar eventos e locomoção dos moradores da periferia.

- Ou estudar a possibilidade de transformar o Fórum da agenda 21 Macro leste numa OS, isto é, transformar numa pessoa jurídica, apesar dos riscos e dificuldades inerentes à gestão de uma organização formal, como sede, recursos para subsistência.

Cintia/Sanderli

Alvaro

21/05/2016

Detalhamento dos projetos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste para 2016:

 

 

o    Capacitação de Entidades Locais

Sanderli

21/05/2016

o    Parcerias Programáticas em Educação Ambiental entre o SESC Itaquera, Subprefeituras da Macro Região e o Fórum da Agenda 21 Macro Leste.

Viviane/Amanda

Cintia/Alvaro

21/05/2016

o    Diagnóstico da Problemática Ambiente e Moradia com Criação de Fórum Participativo da Região Macro Leste

Alvaro/Cintia

/Fred/Jacques

21/05/2016

o    Mapeamento / Diagnostico / Ações de Proteção e Recuperação de Nascentes da Macro Região Leste.

Fazer a Lição de Casa de pesquisa das linhas de ação:

ü  Formação/Capacitação Técnica do passo a passo de um plano como se recuperar uma nascente de forma correta, usando mata ciliar nativa, como dimensionar os recursos, quais as fases, duração, etc.

ü  Formação/Capacitação Administrativa de Planejamento e Gestão de Projetos Técnicos, visando à captação de financiamentos junto aos mecanismos disponibilizados pelos Agentes Financiadores Tradicionais do Poder Público e até da Iniciativa Privada (Chancela Instituto Ethos, por exemplo).

ü  Formação/Capacitação Educadora para Sensibilização da População, incluindo articulação de ações populares de apoio, caminhadas, abaixo assinados, etc. garantindo apoio da Opinião Pública.

ü  Intervenção pontual sensibilizadora de visando à captação de recursos humanos da região individuais ou organizações com potencial para tornarem-se executores dos projetos

Sanderli/Amanda

Alvaro

21/05/2016

 

Cont. Encaminhamentos para a Plenária de Maio/2016 21/05/2016: (Herdados das Anteriores + Desta Plenária)

Ação

Responsável

Até

Propostas para inovar e dar visibilidade ao Fórum Agenda 21 Macro leste para 2016:

o    Repaginar e atualizar constantemente a página do blog do Fórum Agenda 21 Macro leste. Dificuldade: quem será(ão) o(s) administrador(es) do site/blog. 50% completo.  Falta atualizar informações Geopolíticas da Região como Lista de Subprefeitos.  E Documentar historicamente os eventos passados desde que o administrador parou de atualizar, contar com envio de fotos e textos dos ativistas históricos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste.

o    Documentar o Voto de Júbilo de 20/10/2017 Enviado ao Fórum da Agenda 21 Macro Leste pelo Vereador Natalini no site do Fórum.

o    Criar página do Fórum Agenda 21 Macro leste no Facebook. Justificativa: ampliar e interação com os seguidores acima de 900 adeptos, além da ZL. Dificuldade: quem será(ão) o(s) moderador(es)

Jorge/Alvaro

21/05/2016

Verificar a possibilidade da apresentação da peça teatro para a qual se pede o apoio do Fórum Agenda 21 Macro Leste

Adria

21/05/2016

 

Próxima Atividade do Fórum Agenda 21 Macro Leste do Município de São Paulo.

 

Plenária de Maio/2016:                                  21/05/2016 (Sábado) Horário: 10h-13h

 

Local: SESC Itaquera – Espaço “Benfeitores da Natureza”.

 

ANEXO 1 – ESBOÇO DA PROPOSTA AMBIENTAL

 

Senhor(a) candidato(a),

O Fórum Agenda 21 Macro Leste consolida-se como um espaço democrático para discussão sobre temas ligados à sustentabilidade, com vistas ao atendimento da demanda por projetos e políticas públicas na cidade - especificamente na região leste - gerados com respeito à pluralidade do uso racional do espaço urbano e rural de forma ecologicamente sustentável, socialmente justa, politicamente democrática e economicamente viável. Por mais de uma década, o Fórum Agenda 21 Macro Leste, vem propiciando, disseminando e mantendo uma cultura política de envolvimento comunitário, da atuação de partes interessadas, buscando a contribuição para tornar as nossas comunidades auto-sustentáveis.

Leia mais: http://forumag21macroleste.webnode.com.br/news/carta-de-principios/

Precisamos que V. Sa. priorize as questões socioambientais nos projetos de lei e emendas parlamentares, visando a implantação de ações mais sustentáveis, tais como a construção de Jardins de Chuva nos bairros (completar...).

Vamos mudar São Paulo rumo à cidade compacta e sustentável.

 

----------0----------

 

Presentes:

 

Amanda Martins Jacob (SESC – Itaquera); Alberto de Souza Campos (Gestor Ambiental; Carteiro da Terra; Fotografo; Conselheiro do CADES); Aparecida Kida Sanches (Rede Eco Despertar); Arnaldo Juvenal Neto (Subprefeitura – Itaquera); Cintia Okamura (CETESB); Diva Mara Barbosa (Subprefeitura São Mateus); Frederico Okabayashi (Parques Sustentáveis/Serviço Funerário PMSP); Jacques Lolive (CNRS – Centro Nacional de Pesquisa Científica da França); Jorge Rodrigues Marques (BSGI – DEPAC Agente Ambiental); Sanderli Aparecida de Brito (Subprefeitura – Cidade Tiradentes); Valdir da Silva Oliveira (Rede Eco Despertar).

 

Justificaram ausência:

Álvaro Florentino da Silva Junior (FAPESP/CETESB); Élcio Aparecido Munin (CEMAIS/Partido Verde).

 

Pauta

 

Ação

Responsável

Até

o    Rascunho do Documento de Proposta Ambiental à classe política com Sugestões do Fórum Agenda 21 Macro Leste para os Planos de Governo Municipais (Ações Executivas e Legislativas):

Fred

21/05/2016

Detalhamento dos projetos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste para 2016:

 

 

o    Capacitação de Entidades Locais

Sanderli

21/05/2016

o    Parcerias Programáticas em Educação Ambiental entre o SESC Itaquera, Subprefeituras da Macro Região e o Fórum da Agenda 21 Macro Leste.

Viviane/Amanda

Cintia/Alvaro

21/05/2016

o    Diagnóstico da Problemática Ambiente e Moradia com Criação de Fórum Participativo da Região Macro Leste

Alvaro/Cintia

/Fred/Jacques

21/05/2016

o    Mapeamento / Diagnostico / Ações de Proteção e Recuperação de Nascentes da Macro Região Leste.

Fazer a Lição de Casa de pesquisa das linhas de ação:

ü  Formação/Capacitação Técnica do passo a passo de um plano como se recuperar uma nascente de forma correta, usando mata ciliar nativa, como dimensionar os recursos, quais as fases, duração, etc.

ü  Formação/Capacitação Administrativa de Planejamento e Gestão de Projetos Técnicos, visando à captação de financiamentos junto aos mecanismos disponibilizados pelos Agentes Financiadores Tradicionais do Poder Público e até da Iniciativa Privada (Chancela Instituto Ethos, por exemplo).

ü  Formação/Capacitação Educadora para Sensibilização da População, incluindo articulação de ações populares de apoio, caminhadas, abaixo assinados, etc. garantindo apoio da Opinião Pública.

ü  Intervenção pontual sensibilizadora de visando à captação de recursos humanos da região individuais ou organizações com potencial para tornarem-se executores dos projetos

Sanderli/Amanda

Alvaro

21/05/2016

 

Inicio da Reunião

 

·         Apresentação dos Presentes e assinatura de lista de presenças.

 

·         Cintia inicia os trabalhos comentando a respeito de uma nova ocupação de uma encosta localizada nas proximidades do SESC. Consultando os presentes, considerando a falta de informações mais precisas acerca do processo de ocupação, ficou decidido realizar um levantamento posterior mais pormenorizado sobre a ocupação.

 

·         Kida aponta a questão recorrente sobre a preservação da Mata Atlântica, ressaltando a necessidade de acelerar a implementação de ações e projetos práticos e objetivos que visem encaminhar soluções efetivas para o problema.  Uma delas é o Projeto de Proteção e Recuperação de Nascentes.  Cintia esclarece a iniciativa do projeto visando a sensibilização da população a partir da Educação Ambiental.

 

·         Amanda lembra que alguns projetos já em andamento nesta temática de Nascentes, provavelmente já tiveram Edital respondido, assim a única coisa possível de se fazer no momento seria uma leitura do Edital e da proposta vencedora a título de estudo e capacitação.  Acrescenta não compreender o foco do Projeto de Proteção e Recuperação de Nascentes, no contexto após o seminário comemorativo dos 10 Anos da Agenda 21 Macro Leste, no qual o tema foi a discussão do conflito de Ambiente versus Moradia.  O Escopo parece ser muito abrangente para conseguir conciliar ambos os temas.

 

·         Sanderli esclarece a origem do Projeto de Proteção e Recuperação de nascentes como uma iniciativa de apropriação do território visando: 1) Conter novas invasões de áreas remanescentes. 2) Sensibilizar a população do entorno e convidados das atividades através de Educação Ambiental.  Relata os atentados sofridos pela equipe de vigilância contratada pela CDHU na área atrás da APA Iguatemi na qual há nascentes a serem protegidas.  Porém a nascente piloto do Projeto de Proteção e Recuperação de Nascentes poderia valer-se da nascente existente no interior do Parque da Consciência Negra.  Resgata também o que foi abordado na Plenária Anterior sobre este projeto que envolveria até um apoio financeiro do SESC se o projeto for construído em conjunto com o Fórum, ou uma Contratação Pontual da ONG Rios e Ruas pelo SESC para auxiliar numa capacitação dos Integrantes do Fórum para detalhamento do projeto.  Lembra que na Macro Região Leste devem haver muitas nascentes a serem protegidas e recuperadas.

 

·         Valdir coloca a necessidade de se mapear previamente as nascentes existentes na macro região leste e sugere que façamos um esforço de iniciar um esboço deste mapeamento para a próxima plenária.

 

·         Cintia propõe que o projeto “Proteção e Recuperação de Nascentes” seja construído nas próximas plenárias coletivamente, é uma forma de capacitação, lembrando que antes da escolha da área piloto precisamos escrever uma introdução/diagnóstico trazendo primeiro os dados secundários (outras pesquisas já realizadas, levantamentos sobre a região macro leste, história das ocupações irregulares, mapeamento das nascentes da região leste, etc.) os dados que não temos vamos buscar (dados primários) entrevistando algumas pessoas, chamando para exposição na plenária como o grupo rios e ruas, etc. Primeiro precisamos entender as causas da degradação das nascentes: aí está o link com a questão do seminário ambiente X moradia. A partir desse panorama vamos construir as justificativas e aí sim teremos claro qual o piloto, por onde começar. Propõe que na próxima plenária cada um traga os estudos que pesquisou.

 

·         Jacques salienta a importância de que os projetos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste serem socialmente transformadores, assim a população do entorno tem que desempenhar papel protagonista, apropriar-se do território e dos elementos que se deseja transformar, caso contrário nossos projetos serão fechados em nossa pequena comunidade de ambientalistas, e mesmo que obtivermos sucesso no projeto, a população não se apropriando das conquistas, não saberão valorizá-las, nem tão pouco protegê-las.

 

·         Alberto lembra que as ocupações irregulares degradam muito o meio ambiente, e já o fazem logo no início das ocupações, quando ocorrem as derrubadas com formação de clareiras no meio da mata.  Revela ser fotógrafo iniciando suas atividades na cobertura de eventos, do tipo casamentos e formaturas.  Hoje procura utilizar a fotografia como ferramenta de denúncia dos desastres ambientais.  Cintia comenta que a fotografia é além de um excelente instrumento de pesquisa, uma poderosa ferramenta jornalística e de sensibilização popular, como se observa no mestre Sebastião Salgado.  Valdir sugere que Alberto e Jorge Marques trabalhem juntos.

 

·         Valdir levanta a questão referente à necessidade de se discutir a carta com propostas e encaminhamentos aos candidatos à eleição municipal, conforme discutido, amplamente, em reuniões anteriores.

 

·         Kida aproveita a oportunidade para apresentar aos participantes da reunião a proposta de criação do Movimento Raiz Cidadanista, um partido político que surgiria com a proposta de trazer à sociedade um novo modelo de fazer política, desvencilhando-se das velhas práticas fisiológicas e casuísticas. 

 

·         Cintia destaca a necessidade de tomar uma decisão definitiva sobre o local da reunião com os candidatos à prefeitura de São Paulo – ou seus representantes – para se discutir propostas e idéias relacionadas aos problemas enfrentados pela Cidade; tema, que, também, vem sendo objeto de debates recorrentes em reuniões anteriores.

 

·         Kida e Valdir deixam a plenária devido a outros compromissos assumidos na mesma data do Agenda21.

 

·         Fred destaca a necessidade de criar uma estratégia política em torno da questão relativa ao local onde ocorrerá a reunião com os candidatos a prefeito – ou seus representantes. Fred sugere a Câmara dos Vereadores, até porque não se tem ainda a lista oficial de todos os pré candidatos, principalmente os novos que vão disputar o pleito pela primeira vez.

 

·         Sanderli, observa que a população presente é o verdadeiro público que deve ser sensibilizado por nós Fórum da Agenda 21 Macro Leste no Debate com os pré-candidatos. Devemos marcar nosso território, presença através da defesa de propostas concretas nas quais solicitamos a adesão dos candidatos.  Conclui sugerindo o mês de agosto como data limite para o agendamento da reunião com os candidatos a prefeito de São Paulo ou seus representantes. Assumiu o compromisso de tentar o agendamento.

 

·         Então, ficou decidido para o final do mês de agosto, ou começo de setembro, o agendamento da reunião com os políticos ou seus representantes – entre 29 de agosto e 2 de setembro. Horário sugerido, 18h30.

 

·         Já no encerramento da reunião, foram mencionados os nomes dos padres Chicão e Rosalino como grandes e combativas personalidades na luta política em prol das coletividades socialmente expostas.

 

·         Ficou para reflexão o seguinte questionamento: “Nos tempos atuais, de conturbação política e incertezas sociais, que valor conceitual deve ser priorizado como modelo de política pública: ações voltadas a projetos acessíveis para Moradia Popular ou Preservação do Meio Ambiente?”.

 

Encaminhamentos para a Plenária de Junho/2016 18/06/2016: (Herdados das Anteriores + Desta Plenária)

 

Ação

Responsável

Até

Agendamento de Reunião Erika Mourão Trindade Dutra/Regina Siqueira Silva

                                        Cintia Okamura/Sanderli Aparecida de Brito

Viviane/Amanda

18/06/2016

o    Rascunho do Documento de Proposta Ambiental à classe política com Sugestões do Fórum Agenda 21 Macro Leste para os Planos de Governo Municipais (Ações Executivas e Legislativas):

o    Encaminhar carta do Fórum Agenda 21 Macro Leste para os vereadores (Natalini, Ricardo Young, Benko e outros) candidatos a vereadores por São Paulo, no sentido de buscar parcerias futuras e emendas parlamentares para alavancar o trabalho do Fórum Agenda 21 Macro leste. Vereador não tem segundo turno.

o    Encaminhar carta do Fórum da agenda 21 Macro leste para os candidatos a Prefeito da cidade de São Paulo, no sentido de buscar parcerias futuras para alavancar o trabalho de sustentabilidade do Fórum da agenda 21 Macro leste nas Subprefeituras (fortalecer os CONREMADS), Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente, Secretaria Municipal da Habitação (ocupação irregular) e Secretaria Municipal de Serviços (resíduos e tecnologias sustentáveis), Prefeitos podem ter o segundo turno.

Fred

Revista e Atualizada pela plenária em 19/03/2016

O que fazer com isso em

18/06/2016

o    Reserva de Local para o Debate com os representantes das coligações/partidos sobre como o tema sustentabilidade está previsto nos programas de governo dos partidos e/ou coligações, e mais especificamente para a região macro leste. De 29/08/2016 a 02/09/2016 Ás 18h00 (Confirmada Camara Municipal?)

Sandeli

18/06/2016

Estudar a melhor forma do Fórum da Agenda 21 Macro Leste captar recursos para os próximos projetos:

- Estudar a possibilidade do Fórum Agenda 21 Macro leste buscar parcerias com as Organizações Sociais (OS) para conseguir recursos financeiros inclusive para patrocinar eventos e locomoção dos moradores da periferia.

- Ou estudar a possibilidade de transformar o Fórum da agenda 21 Macro leste numa OS, isto é, transformar numa pessoa jurídica, apesar dos riscos e dificuldades inerentes à gestão de uma organização formal, como sede, recursos para subsistência.

Cintia/Sanderli

Alvaro

18/06/2016

 

Continuação dos Encaminhamentos para a Plenária de Junho/2016 18/06/2016:

(Herdados das Anteriores + Desta Plenária)

Ação

Responsável

Até

Detalhamento dos projetos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste para 2016:

 

 

o    Capacitação de Entidades Locais

Sanderli

18/06/2016

o    Parcerias Programáticas em Educação Ambiental entre o SESC Itaquera, Subprefeituras da Macro Região e o Fórum da Agenda 21 Macro Leste.

Viviane/Amanda

Cintia/Alvaro

18/06/2016

o    Diagnóstico da Problemática Ambiente e Moradia com Criação de Fórum Participativo da Região Macro Leste

Alvaro/Cintia

/Fred/Jacques

18/06/2016

o    Mapeamento / Diagnostico / Ações de Proteção e Recuperação de Nascentes da Macro Região Leste.

Fazer a Lição de Casa de pesquisa das linhas de ação:

ü  Formação/Capacitação Técnica do passo a passo de um plano como se recuperar uma nascente de forma correta, usando mata ciliar nativa, como dimensionar os recursos, quais as fases, duração, etc.

ü  Formação/Capacitação Administrativa de Planejamento e Gestão de Projetos Técnicos, visando à captação de financiamentos junto aos mecanismos disponibilizados pelos Agentes Financiadores Tradicionais do Poder Público e até da Iniciativa Privada (Chancela Instituto Ethos, por exemplo).

ü  Formação/Capacitação Educadora para Sensibilização da População, incluindo articulação de ações populares de apoio, caminhadas, abaixo assinados, etc. garantindo apoio da Opinião Pública.

ü  Intervenção pontual sensibilizadora de visando à captação de recursos humanos da região individuais ou organizações com potencial para tornarem-se executores dos projetos

ü  Para iniciar a elaboração do projeto, na próxima plenária cada participante vai trazer os estudos que pesquisou:  outras pesquisas já realizadas, levantamentos sobre a região macro leste, história das ocupações irregulares, mapeamento das nascentes da região leste, etc (proposta de Cintia)

Valdir/Kida/

Sanderli/Amanda

Alvaro

18/06/2016

Propostas para inovar e dar visibilidade ao Fórum Agenda 21 Macro leste para 2016:

o    Repaginar e atualizar constantemente a página do blog do Fórum Agenda 21 Macro leste. Dificuldade: quem será(ão) o(s) administrador(es) do site/blog. 50% completo.  Falta atualizar informações Geopolíticas da Região como Lista de Subprefeitos.  E Documentar historicamente os eventos passados desde que o administrador parou de atualizar, contar com envio de fotos e textos dos ativistas históricos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste.

o    Documentar o Voto de Júbilo de 20/10/2017 Enviado ao Fórum da Agenda 21 Macro Leste pelo Vereador Natalini no site do Fórum.

o    Criar página do Fórum Agenda 21 Macro leste no Facebook. Justificativa: ampliar e interação com os seguidores acima de 900 adeptos, além da ZL. Dificuldade: quem será(ão) o(s) moderador(es)

Jorge/Alvaro

18/06/2016

Verificar a possibilidade da apresentação da peça teatro para a qual se pede o apoio do Fórum Agenda 21 Macro Leste

Adria

18/06/2016

Realizar levantamento sobre a Ocupação Irregular identificada nas proximidades do SESC Itaquera.

Todos presentes

18/06/2016

 

Próxima Atividade do Fórum Agenda 21 Macro Leste do Município de São Paulo.

 

Plenária de Junho/2016:                                 18/06/2016 (Sábado) Horário: 10h-13h

 

Local: SESC Itaquera – Espaço “Benfeitores da Natureza”.

 

----------0----------

Presentes:

 

Aparecida Kida Sanches (Rede Eco Despertar); Valdir da Silva Oliveira (Rede Eco Despertar); Sanderli Aparecida de Brito (Subprefeitura – Cidade Tiradentes); Amanda Martins Jacob (SESC – Itaquera); Élcio Aparecido Munin (CEMAIS/Partido Verde); Ivo Carlos Valêncio (Sociedade Civil, CADES IQ e Conselho de Saúde);

 

Justificaram ausência:

Álvaro Florentino da Silva Junior (FAPESP/CETESB); Cintia Okamura (CETESB); Frederico Okabayashi (Parques Sustentáveis/Serviço Funerário PMSP); Jacques Lolive (CNRS – Centro Nacional de Pesquisa Científica da França); Jorge Rodrigues Marques (BSGI – DEPAC Agente Ambiental).

 

Pauta

 

Ação

Responsável

Até

o    Reserva de Local para o Debate com os representantes das coligações/partidos sobre como o tema sustentabilidade está previsto nos programas de governo dos partidos e/ou coligações, e mais especificamente para a região macro leste. De 29/08/2016 a 02/09/2016 Ás 18h00 (Câmara Municipal?)

Sandeli

18/06/2016

Detalhamento dos projetos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste para 2016:

 

 

o    Mapeamento / Diagnostico / Ações de Proteção e Recuperação de Nascentes da Macro Região Leste.

Fazer a Lição de Casa de pesquisa das linhas de ação:

ü  Formação/Capacitação Técnica do passo a passo de um plano como se recuperar uma nascente de forma correta, usando mata ciliar nativa, como dimensionar os recursos, quais as fases, duração, etc.

ü  Formação/Capacitação Administrativa de Planejamento e Gestão de Projetos Técnicos, visando à captação de financiamentos junto aos mecanismos disponibilizados pelos Agentes Financiadores Tradicionais do Poder Público e até da Iniciativa Privada (Chancela Instituto Ethos, por exemplo).

ü  Formação/Capacitação Educadora para Sensibilização da População, incluindo articulação de ações populares de apoio, caminhadas, abaixo assinados, etc. garantindo apoio da Opinião Pública.

ü  Intervenção pontual sensibilizadora de visando à captação de recursos humanos da região individuais ou organizações com potencial para tornarem-se executores dos projetos

Plenária

18/06/2016

 

Inicio da Reunião

 

Roda de Conversa/Debate Propostas e ações políticas em Meio Ambiente na Macro Leste

 

Interlocutor na câmara: escola do parlamento

 

Questões observadas pela escola do parlamento: não pode haver o recorte da Macro Região leste no debate. [Pros e contras de mudar o enfoque da roda de conversa/ debate]

 

Plano A – USP Leste (última semana de agosto – proposta dia 27).

 

Plano B – Ceu Aricanduva

 

Modelo: debate aberto com enfoque da proposta do partido e da proposta dele no recorte da Zona Leste.

 

Abertura: fala dos representantes do Fórum – apresentação

 

Abertura para os candidatos – com tempo igual para todos os partidos (depois abrir para perguntas do público).

 

Possibilidades: partido e candidatos podem trazer materiais informativos sobre suas propostas e campanha (via banner, panfleto, etc.)

 

PROJETO NASCENTES

 

Kida: contato com SOS Mata Atlântica – responsável pelo plano municipal da Mata Atlântica (baseado na legislação com a participação de vários municípios do Estado).

 

PROJETO Observatório – Em elaboração.

 

Projeto aprovado com recursos da prefeitura: observação de pássaros no Parque do Carmo.

 

Kida – vai mandar e-mail com cópia para todos do fórum sobre a conversa com a Secretaria do Verde e Meio Ambiente.

 

 

Encaminhamentos para a Plenária de Julho/2016 16/07/2016: (Herdados das Anteriores + Desta Plenária)

 

Ação

Responsável

Até

Agendamento de Reunião Erika Mourão Trindade Dutra/Regina Siqueira Silva

                                        Cintia Okamura/Sanderli Aparecida de Brito

Viviane/Amanda

16/07/2016

o    Rascunho do Documento de Proposta Ambiental à classe política com Sugestões do Fórum Agenda 21 Macro Leste para os Planos de Governo Municipais (Ações Executivas e Legislativas):

o    Encaminhar carta do Fórum Agenda 21 Macro Leste para os vereadores (Natalini, Ricardo Young, Benko e outros) candidatos a vereadores por São Paulo, no sentido de buscar parcerias futuras e emendas parlamentares para alavancar o trabalho do Fórum Agenda 21 Macro leste. Vereador não tem segundo turno.

o    Encaminhar carta do Fórum da agenda 21 Macro leste para os candidatos a Prefeito da cidade de São Paulo, no sentido de buscar parcerias futuras para alavancar o trabalho de sustentabilidade do Fórum da agenda 21 Macro leste nas Subprefeituras (fortalecer os CONREMADS), Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente, Secretaria Municipal da Habitação (ocupação irregular) e Secretaria Municipal de Serviços (resíduos e tecnologias sustentáveis), Prefeitos podem ter o segundo turno.

Fred

Revista e Atualizada pela plenária em 19/03/2016

O que fazer com isso em

16/07/2016

Definição Local da Roda de Conversa.

o    Plano A – USP Leste (última semana de agosto – proposta dia 27).

 

o    Plano B – Ceu Aricanduva

Sandeli

16/07/2016

Estudar a melhor forma do Fórum da Agenda 21 Macro Leste captar recursos para os próximos projetos:

- Estudar a possibilidade do Fórum Agenda 21 Macro leste buscar parcerias com as Organizações Sociais (OS) para conseguir recursos financeiros inclusive para patrocinar eventos e locomoção dos moradores da periferia.

- Ou estudar a possibilidade de transformar o Fórum da agenda 21 Macro leste numa OS, isto é, transformar numa pessoa jurídica, apesar dos riscos e dificuldades inerentes à gestão de uma organização formal, como sede, recursos para subsistência.

Cintia/Sanderli

Alvaro

16/07/2016

Detalhamento dos projetos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste para 2016:

 

 

o    Capacitação de Entidades Locais

Sanderli

16/07/2016

o    Parcerias Programáticas em Educação Ambiental entre o SESC Itaquera, Subprefeituras da Macro Região e o Fórum da Agenda 21 Macro Leste.

Viviane/Amanda

Cintia/Alvaro

16/07/2016

o    Diagnóstico da Problemática Ambiente e Moradia com Criação de Fórum Participativo da Região Macro Leste

Alvaro/Cintia

/Fred/Jacques

16/07/2016

 

Continuação dos Encaminhamentos para a Plenária de Junho/2016 18/06/2016:

(Herdados das Anteriores + Desta Plenária)

Ação

Responsável

Até

Detalhamento dos projetos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste para 2016:

 

 

o    Mapeamento / Diagnostico / Ações de Proteção e Recuperação de Nascentes da Macro Região Leste.

Fazer a Lição de Casa de pesquisa das linhas de ação:

ü  Formação/Capacitação Técnica do passo a passo de um plano como se recuperar uma nascente de forma correta, usando mata ciliar nativa, como dimensionar os recursos, quais as fases, duração, etc.

ü  Formação/Capacitação Administrativa de Planejamento e Gestão de Projetos Técnicos, visando à captação de financiamentos junto aos mecanismos disponibilizados pelos Agentes Financiadores Tradicionais do Poder Público e até da Iniciativa Privada (Chancela Instituto Ethos, por exemplo).

ü  Formação/Capacitação Educadora para Sensibilização da População, incluindo articulação de ações populares de apoio, caminhadas, abaixo assinados, etc. garantindo apoio da Opinião Pública.

ü  Intervenção pontual sensibilizadora de visando à captação de recursos humanos da região individuais ou organizações com potencial para tornarem-se executores dos projetos

ü  Para iniciar a elaboração do projeto, na próxima plenária cada participante vai trazer os estudos que pesquisou:  outras pesquisas já realizadas, levantamentos sobre a região macro leste, história das ocupações irregulares, mapeamento das nascentes da região leste, etc (proposta de Cintia)

ü  Kida: contato com SOS Mata Atlântica – responsável pelo plano municipal da Mata Atlântica (baseado na legislação com a participação de vários municípios do Estado).

Plenária

16/07/2016

o    Observação de Pássaros (Projeto NOVO)

Projeto aprovado com recursos da prefeitura: observação de pássaros no Parque do Carmo.

Enviar e-mail com cópia para todos do fórum sobre a conversa com a Secretaria do Verde e Meio Ambiente.

Kida

16/07/2016

Propostas para inovar e dar visibilidade ao Fórum Agenda 21 Macro leste para 2016:

o    Repaginar e atualizar constantemente a página do blog do Fórum Agenda 21 Macro leste. Dificuldade: quem será(ão) o(s) administrador(es) do site/blog. 50% completo.  Falta atualizar informações Geopolíticas da Região como Lista de Subprefeitos.  E Documentar historicamente os eventos passados desde que o administrador parou de atualizar, contar com envio de fotos e textos dos ativistas históricos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste.

o    Documentar o Voto de Júbilo de 20/10/2017 Enviado ao Fórum da Agenda 21 Macro Leste pelo Vereador Natalini no site do Fórum.

o    Criar página do Fórum Agenda 21 Macro leste no Facebook. Justificativa: ampliar e interação com os seguidores acima de 900 adeptos, além da ZL. Dificuldade: quem será(ão) o(s) moderador(es)

Jorge/Alvaro

16/07/2016

Verificar a possibilidade da apresentação da peça teatro para a qual se pede o apoio do Fórum Agenda 21 Macro Leste

Adria

16/07/2016

Realizar levantamento sobre a Ocupação Irregular identificada nas proximidades do SESC Itaquera.

Todos presentes

16/07/2016

Próxima Atividade do Fórum Agenda 21 Macro Leste do Município de São Paulo.

 

Plenária de Julho/2016:                                 16/07/2016 (Sábado) Horário: 10h-13h

Local: SESC Itaquera – Espaço “Benfeitores da Natureza”

----------0----------

 

Presentes:

 

Álvaro Florentino da Silva Junior (FAPESP/CETESB); Amanda Martins Jacob (SESC – Itaquera); Arnaldo Juvenal Neto (Subprefeitura – Itaquera); Cintia Okamura (CETESB); Élcio Aparecido Munin (CEMAIS/Partido Verde); Frederico Okabayashi (Parques Sustentáveis/Serviço Funerário PMSP); Jacques Lolive (CNRS – Centro Nacional de Pesquisa Científica da França); Sanderli Aparecida de Brito (Subprefeitura – Cidade Tiradentes);

 

Justificaram ausência:

Aparecida Kida Sanches (Rede Eco Despertar); Jorge Rodrigues Marques (BSGI – DEPAC Agente Ambiental); Valdir da Silva Oliveira (Rede Eco Despertar); Alberto de Souza Campos (Gestor Ambiental; Carteiro da Terra; Fotografo; Conselheiro do CADES);

 

Pauta

 

Ação

Responsável

Até

·         Proposta de apresentação sobre a SVMA no que se refere à rearticulação das Agendas 21 nos CADES e ações em prol dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, seus requisitos e desdobramentos, com Mara Matoso do DPP/ SVMA.

Cintia

16/07/2016

·         Roda de Conversas USP LESTE (Requer Ofício para Assessoria de Imprensa da Universidade) será em 27/08/2016?

Sandeli

Amanda/Élcio

16/07/2016

Detalhamento dos projetos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste para 2016:

 

 

o    Mapeamento / Diagnostico / Ações de Proteção e Recuperação de Nascentes da Macro Região Leste.

Fazer a Lição de Casa de pesquisa das linhas de ação:

ü  Formação/Capacitação Técnica do passo a passo de um plano como se recuperar uma nascente de forma correta, usando mata ciliar nativa, como dimensionar os recursos, quais as fases, duração, etc.

ü  Formação/Capacitação Administrativa de Planejamento e Gestão de Projetos Técnicos, visando à captação de financiamentos junto aos mecanismos disponibilizados pelos Agentes Financiadores Tradicionais do Poder Público e até da Iniciativa Privada (Chancela Instituto Ethos, por exemplo).

ü  Formação/Capacitação Educadora para Sensibilização da População, incluindo articulação de ações populares de apoio, caminhadas, abaixo assinados, etc. garantindo apoio da Opinião Pública.

ü  Intervenção pontual sensibilizadora de visando à captação de recursos humanos da região individuais ou organizações com potencial para tornarem-se executores dos projetos

Plenária

16/07/2016

 

Inicio da Reunião

 

Palestra Maralina na Próxima Plenária em 20/08/2016.

 

Cintia informa que Mara Matoso do DPP/ SVMA a contatou e que a mesma se predispôs a participar da plenária de agosto do Fórum Agenda 21 Macro Leste para expor sobre a SVMA no que se refere à rearticulação das Agendas 21 nos CADES e ações em prol dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, seus requisitos e desdobramentos.  Proposta aceita por unanimidade pelos presentes.

 

Roda de Conversa/Debate Propostas e ações políticas em Meio Ambiente para Região Macro Leste

 

Homologado na plenária a escolha do Plano A – USP Leste

(última semana de agosto – proposta dia 25/08/2016 das 18h30min ás 22h00min).

 

Amanda e Élcio informam necessidade de encaminhar ofício formal do Fórum da Agenda 21 Macro Leste requisitando o acolhimento do evento à Assessoria de Imprensa da USP Leste, incluindo data, horário, duração, objetivos e programação temática.  Sendo que Amanda passou os e-mails da Diretora Profa. Dra. Nelí Aparecida de Mello-Théry:  namello@usp.br e diretoria-each@usp.br com ramal na EACH USP-Leste: (11) 3091-8133.

 

Recomenda-se após contato com a Diretora, contato operacional com a assessoria de imprensa através dos contatos: ESCOLA DE ARTES, CIÊNCIAS E HUMANIDADES [EACH] [USP LESTE] Assessoria de Imprensa: (11) 3091-8161 E-mail: imprensa-each@usp.br Contato: Natália Dourado.

 

Sanderli descreve o modelo do evento sugerido na plenária passada, como sendo um debate aberto com a participação feita através de inscrições.  Enfoque seria nos planos de governo das coligações e partidos com respeito às propostas socioambientais para região Macro Leste. A ideia é se possível dar peso equitativo à voz da população da região Macro Leste, colocar os anseios e aspirações, até com casos práticos perguntando como os problemas levantados serão tratados na visão dos políticos, de forma que os candidatos sejam “sabatinados” em suas expertises socioambientais para a Região Macro Leste e na articulação de suas políticas já estruturadas ou não para encaminhamentos das soluções locais.

 

Possibilidades avaliadas por comentários da plenária anterior e atual: Coligações e partidos podem trazer materiais informativos sobre suas propostas (via banner, panfleto, etc.). Fica a critério dos partidos e coligações a indicação do orador que falará sobre as propostas sobre meio ambiente contidas no plano de governo, podendo ser candidato do executivo ou legislativo ou outra liderança que desejar.

 

Convites para as Coligações, Partidos e Candidatos deve seguir a lista oficial de nomes disponibilizados pelo TRE – Tribunal Regional Eleitoral.

 

AGENDA EVENTO

Período

Atividade

18:30 – 19:00

Recepção e credenciamento

19:00 – 19:30

Histórico do Fórum da Agenda 21 Macro Leste.

Cenário atual das carências e potenciais da Região Macro Leste.

Pergunta tema inicial: Como encaminhar de forma efetiva e sistemática a questão das Ocupações Irregulares na Região Macro Leste?

19:30 – 20:30

Respostas de todos os representantes das Coligações e Partidos presentes por ordem de Sorteio.

20:30 – 22:00

Roda de Conversa Livre com perguntas e respostas entre os presentes, podendo ser dirigidas a um ou mais representantes ou em geral para todos.  As inscrições serão por escrito, endereçadas de forma geral ou específica, e poderão ser de duas formas:

·         Pergunta escrita

·         Solicitação de Fala 120 segundos, porém descrevendo o Título tema da fala.

 

Exemplo de Inscrição similar ao utilizado no Seminário comemorativo de 10 anos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste de 17/10/2015:

 

Nome

Álvaro Florentino da Silva Junior (FAPESP)

E-mail

afsj@live.com

[  X  ]

Pergunta

[        ]

Solicitação de fala 120 segundos.

Pergunta ou Título da Fala solicitada:

Como equilibrar as demandas sociais e a proteção às áreas remanescentes de mata atlântica e respectivas nascentes e córregos?

Um dos caminhos seria através de Políticas de longo prazo para verticalização de moradias para abertura de áreas livres com objetivo de:

1.     Restruturação de malha viária.

2.     Implantação de equipamentos públicos, Escolas/UBS/Hospitais/etc.

3.     Praças e Parques lineares acompanhando cursos d’água, e/ou ao longo das avenidas. Arborização das calçadas verdes com aumento da permeabilidade do solo, etc.

Qual a visão do seu Partido ou Coligação para a Região Macro Leste para daqui a 50 anos?

A quem se destina a pergunta: Todos os representantes

 

Detalhamento dos projetos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste para 2016

Mapeamento / Diagnostico / Ações de Proteção e Recuperação de Nascentes da Macro Região Leste.

 

Cintia lembra da importância de termos claro que  o projeto de Proteção e Recuperação de Nascentes está relacionado com o grande eixo/tema do Fórum da Agenda 21 Macro Leste “Ambiente x Moradia”. Desta forma, o projeto precisa iniciar com uma contextualização, diagnóstico sobre o grande tema “Ambiente e Moradia” até chegar num “piloto”: uma ou mais nascentes que serão recuperadas. Desta forma, apresenta um modelo de projeto com: introdução, diagnóstico, problematização, objetivos, área de estudo, método, etc. Propõe, conforme definido na Plenária de maio, que a construção do projeto seja coletiva iniciando pela introdução / diagnóstico. Assim, propõe que os integrantes do Fórum coletem informações necessárias para a formatação do projeto: início diagnóstico: dados sobre a Região Macro Leste, história, população, perfil dos movimentos sociais, história das ocupações irregulares, outras pesquisas já realizadas, mapeamento das nascentes da região leste, etc. Arnaldo lembra que a SABESP possui o mapeamento de todas as nascentes e córregos da Região Macro Leste e podem ser uma das nossas fontes de pesquisa.

 

Amanda convida para participar da oficina “Encontro de Saberes” de Agosto/2016 cujo tema será “Coloque sua Ideia no Papel” com objetivo de ensinar a formatação de projetos para atendimento de editais.  Ocorre normalmente na última sexta feira de cada mês, mas passará ao grupo informações mais precisas para inscrição.

 

Cintia reforça que o modelo do Projeto de Regularização Fundiária Sustentável e Participativa é um método que precisa ser experimentado mais vezes e melhorado através dos resultados concretos obtidos, bons ou ruins para que o método possa evoluir.

 

Fred comenta sobre a polêmica da contaminação do solo dos cemitérios causada pela decomposição cadavérica, decorrente do “necrochorume”, e que deveria ser denominado “líquido da coliquação”.  A tese do Professor Doutor Pacheco, Geólogo, classificou o solo dos cemitérios como altamente contaminante e um risco aos lençóis freáticos e isso acabou alarmando a população, criando um preconceito. Isso é um equívoco, pois cientificamente não é uma regra geral. A Faculdade de Ciências Medicas da Santa Casa de São Paulo realizou um estudo em 2011 que objetivou a identificação e comparação da microbiota nos cemitérios São Pedro e Vila Nova Cachoeirinha entre áreas com corpos enterrados e áreas onde nunca ocorre sepul­tamento. A microbiota da terra dos cemitérios é composta por vários micro-organismos: cocos Gram positivos, bacilos Gram positivos, bacilos Gram negativos, bac­térias anaeróbias estritas e fungos. E concluíram que não foram observadas diferenças entre a microbiota das terras consideradas virgens e das terras com corpos sepultados. Por isso,  Fred busca alternativas para convencer que o solo do cemitério não é “contaminado”, é um “processo natural de adubação”, partindo de suas próprias observações com húmus e propõe um trabalho com equipe multidisciplinar com os biólogos, agrônomos, engenheiros florestais, biomédicos, geólogos e afins que todo organismo vivo, decomposto diretamente no solo, não submerso em água, devolve os nutrientes para o solo.  Várias experiências não oficialmente defendidas como tese demonstram isso, como a própria permacultura: Sanitário ecológico seco, compostagem de restos vegetais, húmus de minhoca passam pelo mesmo processo natural, isto é, o solo não é contaminado, é “adubado” naturalmente.  Cintia sugere um projeto FAPESP, pois contratar o IPT fica inviável, muito caro.  Fred ainda complementa que o correto seria ter uma normalização através da ABNT, para definir os conceitos da contaminação de cemitérios e respectivos parâmetros legais, quais tecnologias de proteção devem ser usadas, em uma conversa com a Associação Brasileira de Cemitérios.

 

 

Encaminhamentos para a Plenária de Agosto/2016 20/08/2016: (Herdados das Anteriores + Desta Plenária)

 

Ação

Responsável

Até

Apresentação sobre a SVMA no que se refere à rearticulação das Agendas 21 nos CADES e ações em prol dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, seus requisitos e desdobramentos, com Mara Matoso do DPP/ SVMA.

Cintia

20/08/2016

·         Rascunho do Documento de Proposta Ambiental à classe política com Sugestões do Fórum Agenda 21 Macro Leste para os Planos de Governo Municipal (Ações Executivas e Legislativas) Encaminhar este documento aos representantes convidados para Roda de Conversa na USP Leste proposta para 25/08/2016, no sentido de buscar parcerias futuras para alavancar o trabalho de sustentabilidade do Fórum da Agenda 21 Macro leste nas Subprefeituras (fortalecer os CONREMADS), Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente, Secretaria Municipal da Habitação (ocupação irregular) e Secretaria Municipal de Serviços (resíduos e tecnologias sustentáveis).

Fred/

Álvaro

Revista e Atualizada pela plenária em 19/03/2016

O que fazer com isso em

20/08/2016

·         Roda de Conversa. – USP Leste (25/08/2016 18:30 – 22:00) – Enviar ofício Assessoria de Imprensa (Cíntia/Álvaro)  Enviar Convites

Sandeli

Cintia

Álvaro

20/08/2016

Estudar a melhor forma do Fórum da Agenda 21 Macro Leste captar recursos para os próximos projetos:

- Estudar a possibilidade do Fórum Agenda 21 Macro leste buscar parcerias com as Organizações Sociais (OS) para conseguir recursos financeiros inclusive para patrocinar eventos e locomoção dos moradores da periferia.

- Ou estudar a possibilidade de transformar o Fórum da agenda 21 Macro leste numa OS, isto é, transformar numa pessoa jurídica, apesar dos riscos e dificuldades inerentes à gestão de uma organização formal, como sede, recursos para subsistência.

Cintia

Sanderli

Alvaro

20/08/2016

Detalhamento dos projetos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste para 2016:

 

 

o    Capacitação de Entidades Locais

Sanderli

20/08/2016

o    Parcerias Programáticas em Educação Ambiental entre o SESC Itaquera, Subprefeituras da Macro Região e o Fórum da Agenda 21 Macro Leste.

Viviane/Amanda

Cintia/Alvaro

20/08/2016

o    Diagnóstico da Problemática Ambiente e Moradia com Criação de Fórum Participativo da Região Macro Leste

Alvaro/Cintia

/Fred/Jacques

20/08/2016




Ação

Responsável

Até

Detalhamento dos projetos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste para 2016:

 

 

o    Mapeamento / Diagnostico / Ações de Proteção e Recuperação de Nascentes da Macro Região Leste.

Fazer a Lição de Casa de pesquisa das linhas de ação:

ü  Formação/Capacitação Técnica do passo a passo de um plano como se recuperar uma nascente de forma correta, usando mata ciliar nativa, como dimensionar os recursos, quais as fases, duração, etc.

ü  Formação/Capacitação Administrativa de Planejamento e Gestão de Projetos Técnicos, visando à captação de financiamentos junto aos mecanismos disponibilizados pelos Agentes Financiadores Tradicionais do Poder Público e até da Iniciativa Privada (Chancela Instituto Ethos, por exemplo).

ü  Formação/Capacitação Educadora para Sensibilização da População, incluindo articulação de ações populares de apoio, caminhadas, abaixo assinados, etc. garantindo apoio da Opinião Pública.

ü  Intervenção pontual sensibilizadora de visando à captação de recursos humanos da região individuais ou organizações com potencial para tornarem-se executores dos projetos

ü  Para iniciar a elaboração do projeto, na próxima plenária cada participante vai trazer os estudos que pesquisou:  outras pesquisas já realizadas, levantamentos sobre a região macro leste, história das ocupações irregulares, mapeamento das nascentes da região leste, etc (proposta de Cintia)

ü  Kida: contato com SOS Mata Atlântica – responsável pelo plano municipal da Mata Atlântica (baseado na legislação com a participação de vários municípios do Estado).

ü  Arnaldo: A SABESP possui o mapeamento de Todas as Nascentes da Região Macro Leste e pode ser nossa fonte de pesquisa.

Plenária

20/08/2016

o    Observação de Pássaros (Projeto NOVO)

Projeto aprovado com recursos da prefeitura: observação de pássaros no Parque do Carmo.

Enviar e-mail com cópia para todos do fórum sobre a conversa com a Secretaria do Verde e Meio Ambiente.

Kida

20/08/2016

Propostas para inovar e dar visibilidade ao Fórum Agenda 21 Macro leste para 2016:

o    Repaginar e atualizar constantemente a página do blog do Fórum Agenda 21 Macro leste. Dificuldade: quem será(ão) o(s) administrador(es) do site/blog. 50% completo.  Falta atualizar informações Geopolíticas da Região como Lista de Subprefeitos.  E Documentar historicamente os eventos passados desde que o administrador parou de atualizar, contar com envio de fotos e textos dos ativistas históricos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste.

o    Documentar o Voto de Júbilo de 20/10/2017 Enviado ao Fórum da Agenda 21 Macro Leste pelo Vereador Natalini no site do Fórum.

o    Criar página do Fórum Agenda 21 Macro leste no Facebook. Justificativa: ampliar e interação com os seguidores acima de 900 adeptos, além da ZL. Dificuldade: quem será(ão) o(s) moderador(es)

Jorge/Alvaro

20/08/2016

Verificar a possibilidade da apresentação da peça teatro para a qual se pede o apoio do Fórum Agenda 21 Macro Leste

Adria

20/08/2016

Realizar levantamento sobre a Ocupação Irregular identificada nas proximidades do SESC Itaquera.

Todos presentes

20/08/2016

 

Próxima Atividade do Fórum Agenda 21 Macro Leste do Município de São Paulo.

Plenária de Agosto/2016: 20/08/2016 (Sábado) Horário: 10h-13h

Local: SESC Itaquera – Espaço “Benfeitores da Natureza”.

 

----------0----------

Presentes:

 

Alberto de Souza Campos (Gestor Ambiental; Carteiro da Terra; Fotografo; Conselheiro do CADES Ermelino Matarazzo); Álvaro Florentino da Silva Junior (FAPESP/CETESB); Amanda Martins Jacob (SESC – Itaquera); Arnaldo Juvenal Neto (Subprefeitura – Itaquera); Cintia Okamura (CETESB); Elaine J. C. Castro (Professora/CADES Ermelino Matarazzo); Frederico Okabayashi (Parques Sustentáveis/Serviço Funerário PMSP); Ivo Carlos Valêncio (Sociedade Civil, CADES IQ e Conselho de Saúde); Jorge Rodrigues Marques (Desenvolvedor de Sites/BSGI); Jacques Lolive (CNRS – Centro Nacional de Pesquisa Científica da França); Maralina Matoso (SVMA-DPP); Roseli Alves dos Santos (Subprefeitura – Guaianases); Rute Cremonini de Melo (SVMA-DPP); Sanderli Aparecida de Brito (Subprefeitura – Cidade Tiradentes);

 

Justificaram ausência:

Aparecida Kida Sanches (Rede Eco Despertar); Élcio Aparecido Munin (CEMAIS/Partido Verde); Valdir da Silva Oliveira (Rede Eco Despertar).

 

Pauta

Ação

Responsável

Até

·         Apresentação de Palestra da Maralina Matoso, “Interface Agenda 21 / Agenda 2030 – Objetivos do Desenvolvimento Sustentável.”  Sobre a importância da rearticulação das Agendas 21 regionais, visando a ações em prol dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, seus requisitos e desdobramentos.

Cintia/Maralina/

20/08/2016

·         Roda de Conversas com Candidatos na EACH-USP Leste

Sanderli/Fred

Cintia/Alvaro

20/08/2016

 

Inicio da Reunião

 

Palestra Interface Agenda 21 / Agenda 2030 – Objetivos do Desenvolvimento Sustentável.

 

Presentes na Plenária Maralina Matoso apoiada por Rute Cremonini de Melo da SVMA/DPP, proferiram a palestra “Interface Agenda 21 / Agenda 2030 – Objetivos De Desenvolvimento Sustentável” cujos objetivos são capacitar e fortalecer a Rede das Agendas 21 regionais e os CADES por Subprefeitura, conscientizando que a Agenda 2030 é um novo desafio proposto pela ONU a todas as Nações, cuja origem apoiou-se nos conceitos da Agenda 21, com um enriquecimento dos métodos e ferramentas de planejamento, negociação e monitoramento de resultados, para se alcançar os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, de forma mais sistemática e ambiciosa, quando comparada, na média mundial, de como foram atingidos os indicadores dos 8 Objetivos Do Milênio, aferidos em 2015 pela ONU.  Destacando-se também a contribuição de entidades da Sociedade Civil em todo o Mundo, através das contínuas revisões da Carta da Terra, desde a conferência Rio-92 passando pela conferência Rio+20, terem influenciado, mesmo que indiretamente, produzindo um detalhamento maior das questões sociais, com aprofundamento das discussões, que resultaram em mais ousados indicadores para os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

 

Os Slides e áudio correspondente estarão disponíveis no site do Fórum da Agenda 21 Macro Leste (http://forumag21macroleste.webnode.com.br), para download e estudo.

 

Roda de Conversa/Debate Propostas e ações políticas em Meio Ambiente para Região Macro Leste

Trabalho desenvolvido entre 22/Julho/2016 e 16/Agosto/2016:

 

Após envio de ofício à Diretoria e Assessoria de Imprensa da EACH USP Leste em 22/07/2016, recebemos o aceite da diretoria em 29/07/2016 com a disponibilização dos dias 29, 30, 31/08 e 02/09 dos Auditórios Verde ou Azul, pela Gestão de Eventos EACH.  Após consulta entre os membros homologou-se 31/08/2016, das 18:30 às 22:00.

 

Como as eleições municipais proporcionais brasileiras não contemplam o voto distrital, para que um evento que envolvesse apenas os candidatos proporcionais fosse levado a contento, garantindo-se a isenção partidária do Fórum da Agenda 21 Macro Leste, todos os 1275 candidatos proporcionais oficializados (número oficial somente iria fechar em 15/08/2016) de todas as legendas deveriam ser convidados, ou alternativamente, teríamos que solicitar a cada uma das 35 legendas que definisse o seu representante dos cargos proporcionais para falar por todos.  Não dispondo de pessoal e tempo para follow-up desta envergadura, e tomando como base o conteúdo dos Ofícios enviados à Gerência Geral do SESC e à Diretoria da USP, foi elaborado o modelo da Imagem-Convite, enviado na lista de distribuição da Comissão de Programação de Eventos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste, em 04/08/2016, sem manifestações em contrário.

 

De 05/08/2016 a 09/08/2016 foram garimpados, junto aos Diretórios Municipais dos Partidos Cabeça de Chave das Coligações, e dos Partidos Independentes, os e-mails e telefones de contato das assessorias de agenda/campanha/imprensa dos(as) Candidatos(as).  Simultaneamente elaborado e refinado por Álvaro e Cintia um modelo de uma Carta-Convite à ser enviada para todos os 11 Candidatos(as) a Prefeito(a) da Cidade de São Paulo, com candidaturas oficializadas de todas as Coligações e Partidos Independentes.  Sugerimos que acompanhasse cada candidato(a) a prefeito(a) um representante do conjunto de vereadores de cada Coligação ou Partido Independente correspondente.  Tentando contato por telefone com os principais proponentes do evento em 10/08/2016, Sanderli e Fred, para explicarmos os ajustes operacionais e os documentos produzidos, (Imagem-Convite e Carta-Convite) obtivemos retorno imediato de Fred, que solicitou envio por e-mail da Carta-Convite, com resposta positiva no fim da tarde.

 

Com o cronograma bem apertado até o dia do evento, iniciamos imediatamente o envio dos e-mails de Carta-Convite para 11 Candidatos(as), fazendo o respectivo follow-up diário nos telefones de contato iniciais obtidos, que na maioria das vezes foi trocado, sendo necessário reenvio dos convites, às pessoas que efetivamente gerenciavam as agendas dos(as) Candidatos(as). Além disso, ainda figuravam como pendentes, parte da infraestrutura do evento, não fornecida pela EACH, que estávamos acostumados a receber do SESC Itaquera, como: Coffee Break, Divulgação do Evento em Periódicos e Site da Entidade, Palavras de Abertura, Mestre de Cerimônias, etc.  Em 16/08/2016 o Convite do Evento foi pela primeira vez, disparado no Mailing do Fórum da Agenda 21 Macro Leste, já com alguns dos retornos de algumas assessorias de campanha dos candidatos.

 

Sanderli deseja registrar que o evento deveria ter outro formato, mencionado por ela na plenária passada e sem manifestações em contrário, formato este que contemplaria fala apenas dos candidatos proporcionais, já que os majoritários já dispõem de tempo de televisão durante a campanha.  Que os tempos de fala seriam definidos na hora, entre os presentes, a partir da quantidade de inscrições.

 

Cintia relata uma parte do histórico de trabalho realizado acima, e deixa em aberto se Sandeli e a plenária teriam propostas de encaminhamento para ajustar o evento ao formato proposto.

 

Amanda diz ser complicado gerenciar um evento, no qual partes importantes como: tempo de fala, e até mais, saber quem de fato irá ter voz ou não, que sejam definidos no momento.  Fato este que impacta na atração de público, num cenário de “indefinição prévia” pois, a definição ocorrerá dinamicamente a “posteriori”.

 

Jorge diz ser o formato já adotado mais de acordo ao momento político que o país está vivendo.

 

Sandeli avalia que nesta altura já não é mais possível modificar o andamento da preparação do evento, pois poderia prejudicar o quórum do evento e até a credibilidade perante aos candidatos já confirmados para fala.  Também ressalta ter podido colaborar antes com um detalhamento maior do formato e na própria organização e que entrou em contato com a Cintia através do telefone da CETESB para perguntar sobre o andamento dos preparativos e, naquela data, recebeu inclusive um modelo de convite para divulgação através do email. Colocou-se à disposição e inclusive disse que a forma mais rápida para aquisição de “mailing” dos candidatos seria através dos Diretórios Municipais.

A consulta quanto a carta e os preparativos realizados para o evento que ficou sob a responsabilidade do Álvaro só foi consultado o Fred e não o grupo geral. Ressalta que detalhou o modelo proposto em reunião citando o exemplo da Escola do Parlamento que realizou anteriormente diversos eventos voltados, naquele momento, a pré candidatos e que inovava no processo de participação, uma vez que todos os pré candidatos teriam o mesmo tempo para expor sua mensagem e não apenas os organizadores garantiriam espaço priorizando os majoritários como já fazem no horário eleitoral. Essa dinâmica talvez exigiria do mediador uma habilidade maior na condução dos trabalhos. Pauta suas sugestões com base na construção de um novo modelo ainda que este nos confira riscos calculados. Uma semana antes da realização do evento coloca que não lhe restaria outra alternativa senão em deixar o evento seguir na organização tal qual está, ficando como acúmulo de experiência, porém ressalvando que não deve haver divergências entre a ação e o acordado em plenária novamente.

 

Cintia concorda que tal fato deve servir, como sempre, de experiência para o Fórum uma vez que sempre seguimos o que foi decidido em plenária. Se coloca como responsável pelo ocorrido uma vez que, por falta de tempo devido a outras atividades concomitantes urgentes, deixou grande parte da carga do trabalho para Álvaro sem os devidos detalhamentos/orientações principalmente no que se refere aos encaminhamentos da plenária.

 

Encaminhamentos para a Plenária de Setembro/2016 17/09/2016:

 

Ação

Responsável

Até

Estudar a melhor forma do Fórum da Agenda 21 Macro Leste captar recursos para os próximos projetos:

- Estudar a possibilidade do Fórum Agenda 21 Macro leste buscar parcerias com as Organizações Sociais (OS) para conseguir recursos financeiros inclusive para patrocinar eventos e locomoção dos moradores da periferia.

- Ou estudar a possibilidade de transformar o Fórum da agenda 21 Macro leste numa OS, isto é, transformar numa pessoa jurídica, apesar dos riscos e dificuldades inerentes à gestão de uma organização formal, como sede, recursos para subsistência.

Cintia

Sanderli

Alvaro

17/09/2016

Detalhamento dos projetos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste para 2016:

 

 

o    Capacitação de Entidades Locais

Sanderli

17/09/2016

o    Parcerias Programáticas em Educação Ambiental entre o SESC Itaquera, Subprefeituras da Macro Região e o Fórum da Agenda 21 Macro Leste.

Viviane/Amanda

Cintia/Alvaro

17/09/2016

o    Diagnóstico da Problemática Ambiente e Moradia com Criação de Fórum Participativo da Região Macro Leste

Alvaro/Cintia

/Fred/Jacques

17/09/2016

o    Mapeamento / Diagnostico / Ações de Proteção e Recuperação de Nascentes da Macro Região Leste.

Fazer a Lição de Casa de pesquisa das linhas de ação:

ü  Formação/Capacitação Técnica do passo a passo de um plano como se recuperar uma nascente de forma correta, usando mata ciliar nativa, como dimensionar os recursos, quais as fases, duração, etc.

ü  Formação/Capacitação Administrativa de Planejamento e Gestão de Projetos Técnicos, visando à captação de financiamentos junto aos mecanismos disponibilizados pelos Agentes Financiadores Tradicionais do Poder Público e até da Iniciativa Privada (Chancela Instituto Ethos, por exemplo).

ü  Formação/Capacitação Educadora para Sensibilização da População, incluindo articulação de ações populares de apoio, caminhadas, abaixo assinados, etc. garantindo apoio da Opinião Pública.

ü  Intervenção pontual sensibilizadora visando à captação de recursos humanos da região individuais ou organizações com potencial para tornarem-se executores dos projetos

ü  Para iniciar a elaboração do projeto, na próxima plenária cada participante vai trazer os estudos que pesquisou:  outras pesquisas já realizadas, levantamentos sobre a região macro leste, história das ocupações irregulares, mapeamento das nascentes da região leste, etc (proposta de Cintia)

ü  Kida: contato com SOS Mata Atlântica – responsável pelo plano municipal da Mata Atlântica (baseado na legislação com a participação de vários municípios do Estado).

Plenária

17/09/2016

o    Observação de Pássaros (Projeto NOVO)

Projeto aprovado com recursos da prefeitura: observação de pássaros no Parque do Carmo.

Enviar e-mail com cópia para todos do fórum sobre a conversa com a Secretaria do Verde e Meio Ambiente.

Kida

17/09/2016

Propostas para inovar e dar visibilidade ao Fórum Agenda 21 Macro leste para 2016:

o    Repaginar e atualizar constantemente a página do blog do Fórum Agenda 21 Macro leste. Dificuldade: quem será(ão) o(s) administrador(es) do site/blog. 50% completo.  Falta atualizar informações Geopolíticas da Região como Lista de Subprefeitos.  E Documentar historicamente os eventos passados desde que o administrador parou de atualizar, contar com envio de fotos e textos dos ativistas históricos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste.

o    Documentar o Voto de Júbilo de 20/10/2015 Enviado ao Fórum da Agenda 21 Macro Leste pelo Vereador Natalini no site do Fórum.

o    Criar página do Fórum Agenda 21 Macro leste no Facebook. Justificativa: ampliar e interação com os seguidores acima de 900 adeptos, além da ZL. Dificuldade: quem será(ão) o(s) moderador(es)

Jorge/Alvaro

17/09/2016

Verificar a possibilidade da apresentação da peça teatro para a qual se pede o apoio do Fórum Agenda 21 Macro Leste

Adria

17/09/2016

Realizar levantamento sobre a Ocupação Irregular identificada nas proximidades do SESC Itaquera.

Plenária

17/09/2016

 

Próxima Atividade do Fórum Agenda 21 Macro Leste do Município de São Paulo.

 

Plenária de Setembro/2016:                            17/09/2016 (Sábado) Horário: 10h-13h

Local: SESC Itaquera – Espaço “Benfeitores da Natureza”.

 

----------0----------

 

Presentes:

Aparecida Kida Sanches (Rede Eco Despertar); Amanda Martins Jacob (SESC – Itaquera); Cintia Okamura (CETESB); Cristina Kina (Serviço Funerário PMSP); Frederico Okabayashi (Parques Sustentáveis/Serviço Funerário PMSP); Jacques Lolive (CNRS – Centro Nacional de Pesquisa Científica da França); Ricardo M Bulgarelli (Colégio Exatus); Roseli Alves dos Santos (Subprefeitura – Guaianases); Valdir da Silva Oliveira (Rede Eco Despertar).

Alunos do Colégio Exatus: Adriano B. Santos; Alinde Miyuki Arakaki; Caio Jun; Camila Naomi Une; Carolina Ximenes; Débora Harumi; Eric Hideki Asato Ito; Erik Kenji Ishikawa; Fabiana Ayumi Ikeda; Gabriel Shoji Moruyama; Gabriela Vitória Polli Bernardo; Heitor Aparecido Dias dos Santos; Henrique Kato; Hikari Tokamine; Isabella Kamiya; Jéssica Izumi Tokuia; Júlia Dias; Júlia Moreno Aquihi; Júlio Lázaro; Karen Lumi Shimizu; Karina Kamiya; Leonardo de Campos Inocencio; Leornardo Kazu M Chinchila; Leonardo Keiti Ishimare; Lívia Ayumi Fava de Souza; Lucas Bertoni Pimenta; Marcos Kazu Miyagi; Mariane Tamy Kuniosh; Mautê Coscia; Milena Satie Miamoto; Nelson Narayahi; Pedro Henrique; Rafael Akira Tanaka; Rafael Moraes Franquini; Rodrigo Seiji Sugimoto; Rodrigo Uehara; Sofia Cardoso Madeira; Verônica Sayuri Matida; Victor Jaie M Yu; Vitor I Sesti.

 

Pauta

Ação

Responsável

Até

·          Apresentação do Fórum  Agenda 21 Macro leste para os alunos do Colégio Exatus

Cintia/Amanda

17/09/2016

·          Projeto Nascentes

Todos

 

·          Avaliação do Evento: Roda de Conversas com Candidatos na EACH-USP Leste

Todos

17/09/2016

 

Inicio da Reunião

 

Apresentação do Fórum  Agenda 21 Macro leste para os alunos do Colégio Exatus

O Fórum Agenda 21 Macro Leste recebeu 40 alunos do Colégio Exatus, localizado no bairro do Carrão, acompanhados pelo professor de Educação Ambiental, Ricardo Bulgarelli que já realizou atividades ajudando a compor os primeiros anos de existência do Fórum Macro Leste. Foi feita uma apresentação para os alunos que por sua vez contaram sobre a Agenda 21 que estão construindo no Colégio. Ao final, foi proposta uma parceria com a escola a fim de ampliar a sua Agenda 21 Escolar envolvendo a comunidade no entorno.

 

Projeto Nascentes

Roseli Alves dos Santos da Subprefeitura de Guaianases comenta que a Subprefeitura recebeu uma demanda do Conpresp - Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo (O Conpresp - foi criado em dezembro de 1985, mas sua instalação definitiva só ocorreu em outubro de 1988. Entre suas atribuições estão: deliberar sobre tombamentos de bens móveis e imóveis; definir área envoltória destes bens etc.). O Conpresp solicitou à Subprefeitura de Guaianases o levantamento de nascentes e recursos de água da região. Desta forma, Roseli acredita que tal levantamento foi solicitado a todas as Subprefeituras e assim teremos as informações necessárias para o projeto Nascentes do Fórum Agenda 21 Macro Leste. Encaminhamentos: Solicitar esse levantamento a todas as Subprefeituras da Zona Leste. Roseli vai contatar a Subprefeitura de Cidade Tiradentes e Kida vai contatar a Subprefeitura de Itaquera.

 

Roda de Conversa/Debate Propostas e ações políticas em Meio Ambiente para Região Macro Leste

Foram feitas as algumas reflexões sobre a realização do referido evento e devido ao horário estas continuarão na próxima plenária. Os presentes concordaram em colocar os e-mails dos participantes da Roda de Conversa no e-group do Fórum Agenda 21 Macro Leste.

 

Encaminhamentos para a Plenária de Outubro/2016 15/10/2016:

Ação

Responsável

Até

Estudar a melhor forma do Fórum da Agenda 21 Macro Leste captar recursos para os próximos projetos:

- Estudar a possibilidade do Fórum Agenda 21 Macro leste buscar parcerias com as Organizações Sociais (OS) para conseguir recursos financeiros inclusive para patrocinar eventos e locomoção dos moradores da periferia.

- Ou estudar a possibilidade de transformar o Fórum da agenda 21 Macro leste numa OS, isto é, transformar numa pessoa jurídica, apesar dos riscos e dificuldades inerentes à gestão de uma organização formal, como sede, recursos para subsistência.

Cintia

Sanderli

Alvaro

15/10/2016

Detalhamento dos projetos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste para 2016:

 

 

o    Capacitação de Entidades Locais

Sanderli

15/10/2016

o    Parcerias Programáticas em Educação Ambiental entre o SESC Itaquera, Subprefeituras da Macro Região e o Fórum da Agenda 21 Macro Leste.

Viviane/Amanda

Cintia/Alvaro

15/10/2016

o    Projeto: Diagnóstico da Problemática Ambiente e Moradia com Criação de Fórum Participativo da Região Macro Leste

Alvaro/Cintia

/Fred/Jacques

15/10/2016

o    Projeto: Mapeamento / Diagnostico / Ações de Proteção e Recuperação de Nascentes da Macro Região Leste.

Fazer a Lição de Casa de pesquisa das linhas de ação:

ü  Formação/Capacitação Técnica do passo a passo de um plano como se recuperar uma nascente de forma correta, usando mata ciliar nativa, como dimensionar os recursos, quais as fases, duração, etc.

ü  Formação/Capacitação Administrativa de Planejamento e Gestão de Projetos Técnicos, visando à captação de financiamentos junto aos mecanismos disponibilizados pelos Agentes Financiadores Tradicionais do Poder Público e até da Iniciativa Privada (Chancela Instituto Ethos, por exemplo).

ü  Formação/Capacitação Educadora para Sensibilização da População, incluindo articulação de ações populares de apoio, caminhadas, abaixo assinados, etc. garantindo apoio da Opinião Pública.

ü  Intervenção pontual sensibilizadora visando à captação de recursos humanos da região individuais ou organizações com potencial para tornarem-se executores dos projetos

ü  Para iniciar a elaboração do projeto, na próxima plenária cada participante vai trazer os estudos que pesquisou:  outras pesquisas já realizadas, levantamentos sobre a região macro leste, história das ocupações irregulares, mapeamento das nascentes da região leste, etc (proposta de Cintia)

ü  Kida: contato com SOS Mata Atlântica – responsável pelo plano municipal da Mata Atlântica (baseado na legislação com a participação de vários municípios do Estado).

Plenária

15/10/2016

o    Observação de Pássaros (Projeto NOVO)

Projeto aprovado com recursos da prefeitura: observação de pássaros no Parque do Carmo.

Enviar e-mail com cópia para todos do fórum sobre a conversa com a Secretaria do Verde e Meio Ambiente.

Kida

15/10/2016

Propostas para inovar e dar visibilidade ao Fórum Agenda 21 Macro leste para 2016:

o    Repaginar e atualizar constantemente a página do blog do Fórum Agenda 21 Macro leste. Dificuldade: quem será(ão) o(s) administrador(es) do site/blog. 50% completo.  Falta atualizar informações Geopolíticas da Região como Lista de Subprefeitos.  E Documentar historicamente os eventos passados desde que o administrador parou de atualizar, contar com envio de fotos e textos dos ativistas históricos do Fórum da Agenda 21 Macro Leste.

o    Documentar o Voto de Júbilo de 20/10/2015 Enviado ao Fórum da Agenda 21 Macro Leste pelo Vereador Natalini no site do Fórum.

o    Criar página do Fórum Agenda 21 Macro leste no Facebook. Justificativa: ampliar e interação com os seguidores acima de 900 adeptos, além da ZL. Dificuldade: quem será(ão) o(s) moderador(es)

Jorge/Alvaro

15/10/2016

Verificar a possibilidade da apresentação da peça teatro para a qual se pede o apoio do Fórum Agenda 21 Macro Leste

Adria

15/10/2016

Realizar levantamento sobre a Ocupação Irregular identificada nas proximidades do SESC Itaquera.

Plenária

15/10/2016

 

Próxima Atividade do Fórum Agenda 21 Macro Leste do Município de São Paulo.

 

Plenária de Outubro/2016:                             15/10/2016 (Sábado) Horário: 10h-13h

Local: SESC Itaquera – Espaço “Benfeitores da Natureza”.

 

----------0----------

 

Presentes:

Aparecida Kida Sanches (Rede Eco Despertar); Arnaldo Jovenal Noti (Subprefeitura Itaim Paulista); Elcio Aparecido Munin, Eleni de O. Lima (BSGI); Maralina Matoso (SVMA); Valdir da Silva Oliveira (Rede Eco Despertar).

 

Justificaram ausência: Cintia Okamura (CETESB); Cristina Kina (Serviço Funerário PMSP); Frederico Okabayashi (Parques Sustentáveis/Serviço Funerário PMSP).

 

Pauta:

ü  Apresentação dos presentes

ü  Reuniões de final de 2016 e início de 2017.

ü  Planejamento 2017:

Contato com novos subprefeitos

Projeto “Nascentes”

 

Maralina se apresentou com a proposta de retomar, via CADES regionais, o apoio às Agendas 21, informou que pretende escrever um artigo sobre o nosso Fórum e que, para tanto, gostaria de pedir licença para o grupo, pois também precisaria de mais informações, acesso às ATAs e demais materiais e realizar entrevistas com alguns membros do grupo. Os presentes aprovaram, entendendo que poderia ser uma forma de fortalecer o grupo e dar maior visibilidade às suas ações na região. Informamos também que o site poderá ser um bom campo de coleta de informações sobre a Agenda 21 da Macro Leste.

 

Sobre as reuniões de 2016 e início de 2017, optamos pelos seguintes encaminhamentos:

Novembro/2016 – mantém no terceiro sábado do mês, no SESC Itaquera.

Dezembro/2016 – realizar no segundo sábado do mês, no SESC Itaquera, se for possível, ou em outro local, mas manter essa reunião.  Será necessário enviar email para a Amanda, que irá verificar essa questão junto à programação do SESC.

Definir, na reunião de dezembro, as melhores datas e locais para a realização da reunião, devido ao verão e período de férias.

 

Projeto “Nascentes”:

Valdir relembrou o que foi discutido na reunião anterior sobre o levantamento das nascentes da região, informando que sabemos que há dados de Guaianases e que é preciso verificar das demais subprefeituras da região.

 

Maralina se prontificou a verificar e que, se for o caso, encaminhará mais informações via email.

 

No coletivo combinamos de solicitar informações sobre Cidade Tiradentes à Sanderli, que a Roseli de Guaianases já tem, o Arnaldo vai verificar em Itaim Paulista, Élcio em São Matheus e Kida e Valdir em Itaquera.

 

Combinamos de amadurecer a ideia do projeto, verificar os pontos de consenso e iniciar a escrita do mesmo o quanto antes. Alguns pontos levantados se relacionam com a importância do projeto ter uma visão macro, abrangendo a proteção de todos os resquícios de Mata da região, além da preservação e recuperação das nascentes.

 

Foi comentado sobre propormos a criação de um Parque para preservar a nascente do Aricanduva, ou encamparmos essa luta, caso já exista um movimento nesse sentido. Sobre os Parques da Consciência Negra e do Rodeio, a proposta seria de recuperar as nascentes locais.

 

Definimos que devemos tentar realizar troca de e-mails com informações e propostas de construção do projeto a serem retomadas na próxima reunião presencial.

 

Articulação com as Subprefeituras

Para realizarmos essa aproximação, entendemos que é importante ter bem claras e registradas nossas metas de atuação na região, apresentando nossa atuação de forma mais incisiva, uma vez que, se nada for feito, a Zona Leste (e com a cidade de São Paulo) irá perder importantes trechos de Mata Atlântica, nascentes, córregos e rios, ou seja, nosso projeto tem que ter força de pressão para se implantado na região. Para tanto, construiremos também uma carta-convite (com nossas diretrizes e propostas) a ser apresentada ou encaminhada à(os) nova(o)s subprefeita(o)s.

Dialogamos sobre algumas propostas para efetivar a necessária participação das subprefeituras no Fórum. Dentre elas, sobre a realização de uma reunião com todos os representantes dos CADES para falar sobre a responsabilidade perante as Agendas 21. Também comentamos sobre encaminhar uma carta-convite, assim que tivermos todos os nomes, para apresentar o papel do Fórum da Macro Leste a(o)s subprefeita(o)s da região.

Também dialogamos sobre a Mara possa fazer um chamamento dos Conselheiros da região Leste para participar de uma oficina para apresentarmos nossa proposta. A proposta seria organizar esse encontro na reunião de janeiro, a ser realizada em outro local.

 

Após as conversas relatadas, finalizamos com os seguintes encaminhamentos:

  1. Kida enviará email para Amanda sobre alteração de data da reunião de dezembro deste ano.
  2. Construir um documento claro com nossas propostas de trabalho e reivindicações. A ser construído entre os meses de novembro/16 e janeiro/17.
  3. Verificadas informações já existentes sobre a situação ambiental da região leste, principalmente no que se refere às nascentes e à Mata Atlântica:

Arnaldo: Itaim Paulista e irá solicitar informações da Cidade Tiradentes para a Sanderli;

Kida e Valdir: Itaquera

Élcio: São Matheus.

  1. Socializar informações relacionadas ao Projeto Nascentes (fotos, propostas de construção do Projeto e/ou outros materiais pernitentes),  via e-mail do grupo.
  2. Realizar oficina com os representantes dos CADES da macro Leste, a ser realizada na ETEC ou FATEC de Itaquera. A Mara ficou encarregada de fazer as convocações, agendar o local e enviar uma proposta metodológica por email para a construção coletiva. Previsão de realização: fevereiro/17.
  3. Realizar chamamento para reunião com subprefeita(o)s sobre o Fórum Agenda 21 (e de preferência em articulação com os representantes dos CADES) numa reunião ordinária da Agenda 21, no SESC Itaquera. Previsão: março/2017.
  4. Atuar, buscando aproximação junto a organizações da Sociedade Civil e movimentos socioambientais da região.

 

Próxima Plenária do Fórum Agenda 21 Macro Leste do Município de São Paulo.

19/11/2016 (Sábado) Horário: 10h-13h

Local: SESC Itaquera – Espaço “Benfeitores da Natureza”.

 

                                                                   ----------0----------

Presentes:

Aparecida Kida Sanches (Rede Eco Despertar); Ana Cristina Kina (SFMSP/PMSP) Arnaldo Jovenal Noti (Subprefeitura Itaim Paulista); Cintia Okamura (CETESB); Eleni de O. Lima (BSGI); Frederico Okabayashi (Parques Sustentáveis/SFMSP/PMSP); Ivo Carlos Valêncio (Sociedade Civil, CADES IQ e Conselho de Saúde); Jacques Lolive (CNRS – Centro Nacional de Pesquisa Científica da França); Jane S. França; Maralina Matoso (SVMA-DPP); Sandro Luiz Cesar (SESC); Valdir da Silva Oliveira (Rede Eco Desperta).

 

Justificaram ausência:

Alberto de Souza Campos (Fotografo; CADES Ermelino Matarazzo); Álvaro Florentino da Silva Junior (FAPESP/CETESB); Jorge Rodrigues Marques (Desenvolvedor de Sites/BSGI).

 

Pauta:

ü  Apresentação dos presentes

ü  Confirmar Reunião de Dezembro/2016 no dia 10/12/2016 (excepcionalmente no 2º sábado do mês).

ü  Elaboração de Proposta de Trabalho e Reinvindicações para 2017.

ü  Compilação/Diagnóstico da Situação Ambiental Atual da Região Macro Leste (Nascentes e Mata Atlântica)

o    Arnaldo (Itaim Paulista)

o    Saderli (Cidade Tiradentes) – Arnaldo ficou de avisa-la.

o    Élcio (São Mateus)

o    Valdir e Kida (Itaquera)

ü  Projeto “Nascentes”

o    Socialização das Informações já coletas e/ou preparadas via e-mail do grupo:

§  Esboço de Projeto.

§  Fotos, Vídeos, mídias em geral.

§  Publicações, links e demais materiais.

ü  Oficina com Representantes dos CADES da Região Macro Leste na ETEC/FATEC de Itaquera.

o    Maralina (Organização/Metodologia/Agendamento). Previsão Fevereiro/2017.

ü  Chamamento dos novos Subprefeitos preferentemente envolvendo os representantes dos CADES em uma reunião ordinária do Fórum da Agenda 21 Macro Leste. Previsão Março/2017.

ü  Buscar Aproximação/Integração/Parcerias do Fórum da Agenda 21 Macro Leste junto com as Organizações da Sociedade Civil e Movimentos Socioambientais da região.

 

Verificação de agenda de sala para segundo sábado de dezembro no SESC, por conta do final de ano.

 

Valdir fez a leitura da ATA da reunião anterior (outubro/2016) para atualização de tod@s presentes. Constatamos que não iniciamos a construção do Projeto ‘Nascentes’ por e-mail, como havia sido proposto. Também não construímos ainda o documento com nossas propostas de trabalho para 2016, a ser encaminhado às subprefeituras da região Macro Leste.

 

Foi comentado sobre o Projeto ‘Nascentes’, incluindo a importância de ser uma proposta mais abrangente para a região do extremo leste, funcionando como um modelo de preservação do que ainda resta de Mata Atlântica e áreas verdes, antes que tenhamos que ter projetos apenas para recuperar e/ou plantar árvores. Ressaltou-se a importância das árvores para a produção de água, elemento tão escasso na cidade de São Paulo, continuamente desperdiçado e poluído, além da constante destruição de nascentes. Entende-se que é preciso compatibilizar a preservação com a questão do déficit de moradias da região.

 

Valdir e Kida comentaram sobre a exposição no SESC Vila Mariana que contou com a participação do grupo “Rios e Ruas”. O Sandro do SESC confirmou possibilidade de convite ao grupo para uma roda de conversa a ser realizada na reunião do Fórum da Agenda 21 do mês de janeiro.

 

Ivo comentou que tem um sobrinho que fez um TCC sobre nascentes na região do Parque do Carmo/Aricanduva, há uns quatro anos e que ele poderia vir a uma reunião da Agenda para conversar a respeito. De qualquer modo, Ivo ficou de levar o TCC à reunião de dezembro para que todos pudessem conhecer o teor do trabalho e seu possível uso na construção de nosso projeto.

 

Relembramos também que existe um mapeamento da Mata Atlântica realizado pela SOS Mata Atlântica e UMAPAZ, mas que ainda não haviam construído propostas sobre o que fazer com tais informações. Entendemos que nosso projeto pode ser um caminho para nossa região.

Ivo comentou também sobre verba parada na prefeitura destinada à criação do Parque Nair Belo (projeto estava arquivado). Acredita ser importante a Agenda 21 se posicionar para concretizar esse parque, até porque tem havido invasões no local, o que torna urgente resolver a situação. Esse parque fica na região do Aricanduva.

 

Sandro propôs para março de 2017 uma atividade aberta com o pessoal do Rios e Ruas. Seria uma ação onde mostraria na prática a metodologia utilizada pelo grupo. Ele vai verificar também a possibilidade do pessoal em participar da reunião de janeiro.

 

Mara colocou que a SVMA tem um levantamento desatualizado das nascentes.

 

Ivo colocou que devemos fazer estudo das questões ambientais para apresentar aos subprefeitos.

 

Mara falou sobre o que definimos na última reunião: reunir os CADES em fevereiro e elaborar subsídios para a reunião com os subprefeitos em março. Ela se propõe a articular a reunião com o Secretário das Subprefeituras.

Conversamos a respeito e definimos que a reunião com os subprefeitos deverá ocorrer em abril.

 

Sandro comentou que seria importante verificar a questão do Aterro São Matheus que passará para outro local, entre as Zonas Leste e Sul. No caso, também seria uma ocupação irregular com o envolvimento de empresa. Trata-se de um foco importante de atuação no local. Questionar sobre o plano de manejo e verificar se está, de fato, de acordo com a legislação ambiental.

 

Cintia lembra que o Projeto Nascentes não pode perder de vista o seu link com a questão mais global “Ambiente e Moradia”.

 

Fred enfatizou o Secretário de SVMA na próxima gestão é o vereador Natalini, um ambientalista coerente com as suas convicções, mas que vai encontrar uma Secretaria desmantelada, o FEMA sem recursos financeiros, mas acredita que poderá retomar a discussão entre a retomada da Operação Defesa das Águas e o Projeto Córrego Limpo, em busca do equilíbrio com relação a crescente ocupação irregular. Será um grande desafio da próxima gestão priorizar a defesa do meio ambiente e moradia num momento de crise econômica, e ao mesmo tempo fortalecer o CADES e os CONREMADS.

 

Após as conversas relatadas, finalizamos com os seguintes encaminhamentos:

  1. Dezembro/16 – reunião da Agenda confirmada para o segundo sábado e tendo como pauta principal a construção de nosso projeto. (Ivo pretende trazer o TCC do sobrinho mencionado na conversa.)
  2. Janeiro/2017 – reunião volta para o terceiro sábado do mês com a presença de representantes da ONG “Rios e Ruas” (depende de confirmação de agenda com Sandro do SESC Itaquera), e das pessoas indicadas pela Mara e pelo Ivo para uma roda de conversa sobre preservação de nascentes.
  3. Fevereiro – confirmada reunião com os Conselheiros dos CADES da Macro Leste, na ETEC, no terceiro sábado do mês.
  4. Março – teremos atividade prática com o grupo Rios e Ruas aberta ao público, além da reunião do Fórum.
  5. Abril ou maio – reunião com Subprefeitos da Região Macro Leste.

 

Próxima Plenária do Fórum Agenda 21 Macro Leste do Município de São Paulo.

10/12/2016 (Sábado) Horário: 10h-13h

Local: SESC Itaquera – Espaço “Benfeitores da Natureza”.

 

----------0----------

 

Presentes:

Amanda Martins Jacob (SESC – Itaquera); Aparecida Kida Sanches (Rede Eco Despertar); Cintia Okamura (CETESB); Elcio Aparecido Munin (PV CMAIS); Jacques Lolive (CNRS – Centro Nacional de Pesquisa Científica da França); Maralina Matoso (SVMA/DPP); Marlene Maria Dias Silva (CADES – Penha); Sandro Luiz Cesar (SESC); Valdir da Silva Oliveira (Rede Eco Desperta).

 

Justificaram ausência:

Alberto de Souza Campos (Fotografo; CADES Ermelino Matarazzo); Álvaro Florentino da Silva Junior (FAPESP/CETESB); Ana Cristina Kina (SFMSP/PMSP); Eleni de O. Lima (BSGI); Frederico Okabayashi (Parques Sustentáveis/SFMSP/PMSP); Jorge Rodrigues Marques (Desenvolvedor de Sites/BSGI).

 

Pauta:

ü  Apresentação dos presentes

ü  Elaboração de Proposta de Trabalho e Reinvindicações para 2017.

ü  Compilação/Diagnóstico da Situação Ambiental Atual da Região Macro Leste (Nascentes e Mata Atlântica)

o   Arnaldo (Itaim Paulista)

o   Saderli (Cidade Tiradentes) – Arnaldo ficou de avisa-la.

o   Élcio (São Mateus)

o   Valdir e Kida (Itaquera)

ü  Projeto “Nascentes”

o   Socialização das Informações já coletas e/ou preparadas via e-mail do grupo:

§  Esboço de Projeto.

§  Fotos, Vídeos, mídias em geral.

§  Publicações, links e demais materiais.

ü  Oficina com Representantes dos CADES da Região Macro Leste na ETEC/FATEC de Itaquera.

o   Maralina (Organização/Metodologia/Agendamento). Previsão Fevereiro/2017.

ü  Chamamento dos novos Subprefeitos preferentemente envolvendo os representantes dos CADES em uma reunião ordinária do Fórum da Agenda 21 Macro Leste. Previsão Abril ou Maio/2017.

ü  Buscar Aproximação/Integração/Parcerias do Fórum da Agenda 21 Macro Leste junto com as Organizações da Sociedade Civil e Movimentos Socioambientais da região.

 

A reunião teve início com a apresentação dos presentes, lembrando que devido às festas de final de ano, excepcionalmente esta plenária estava acontecendo no 2º sábado do mês. Marlene Maria Dias Silva, Conselheira do CADES Penha, compartilhou sua experiência atual, informando que, apesar de ter sido eleita com foco na proposta de arborização urbana, está com dificuldades de implantar seu projeto, pois a população não aceita o plantio em frente as suas casas alegando “sujeira”, perigo de queda, falta de segurança etc. Conversamos sobre a importância de um trabalho de “conscientização” sobre a questão e o papel ecológico-social das árvores. O Fórum ficou de apoiar a conselheira no que for possível, inclusive com literatura pertinente.

 

Foi feita a leitura da ATA /Registro anterior (novembro de 2016). Em relação ao item Elaboração de Proposta de Trabalho e Reinvindicações para 2017, verificou-se que continuamos com a necessidade de construir o documento com nossas propostas de trabalho para 2017, apesar do grupo ter consciência das ações que pretendemos desenvolver, que são, a princípio: construir e colocar em prática o projeto de preservação e/ou recuperação das áreas verdes e corpos d´água da região, continuar com o trabalho de enfrentar os conflitos entre preservação ambiental e moradia e retomar a aproximação com os CADES e subprefeituras da região macro leste.

 

Sobre a Compilação/Diagnóstico da Situação Ambiental Atual da Região Macro Leste (Nascentes e Mata Atlântica) ainda não foi verificada a situação junto às subprefeituras: Arnaldo (Itaim Paulista); Saderli (Cidade Tiradentes) – Arnaldo ficou de avisa-la; Élcio (São Mateus); Valdir e Kida (Itaquera).

 

Sobre o Encontro/Oficina com Representantes dos CADES da Região Macro Leste na ETEC/FATEC de Itaquera, Mara informou que enviou e-mail para a FATEC Itaquera, mas que ainda não havia recebido resposta.

 

Foi comentada a possibilidade de utilizar o auditório da arena Corinthians para eventos e Kida ficou de verificar e obter os contatos.

 

Em janeiro, Mara irá iniciar as conversas com o Secretário das Subprefeituras. Ela informou também que o Vinícius, do Departamento de Parques e Áreas Verdes (DEPAVE) confirmou presença na reunião de janeiro de 2017.

 

Cíntia comentou sobre a nova estrutura da SVMA.

 

  • Coletivamente, comentamos que a reunião de janeiro poderia se organizar conforme segue:

Programação da reunião/Plenária do Fórum Agenda 21 Macro Leste de 21/01/2017 => reunião com a presença de representantes da ONG “Rios e Ruas”; Representantes do DEPAVE – Departamento de Parques e Áreas Verdes da SVMA, Apresentação do TCC sobre nascentes da região do Parque do Carmo/Aricanduva (sobrinho do Ivo).

ü  Apresentação dos participantes

ü  20 minutos de fala para cada um dos três palestrantes (DEPAVE, representante Rios e Ruas e sobrinho do Ivo).

ü  Espaço para diálogo entre os palestrantes e membros do Fórum.

  • Sobre a Oficina com Representantes dos CADES da Região Macro Leste na ETEC/FATEC de Itaquera, a ser realizado em fevereiro, e que tem como objetivo elaborar subsídios para a reunião com os subprefeitos que vai acontecer em abril ou maio.

Propõe-se como programação: uma mesa de abertura para falar sobre a Agenda 21 Macro Leste e nossas propostas de trabalho para 2017 a fim de direcionar os grupos de trabalho. Como metodologia foi proposto o World Café e a realização de uma plenária para socialização e sistematização do encontro.

·         Sobre o Projeto “Nascentes”, discutido na plenária anterior, falou-se sobre a importância de ser uma proposta mais abrangente para a região do extremo leste, funcionando como um modelo de preservação do que ainda resta de Mata Atlântica e áreas verdes, antes que tenhamos que ter projetos apenas para recuperar e/ou plantar árvores. Kida apresentou um esboço da proposta: mote e objetivo geral, constituindo uma proposta ousada, mas necessária e respaldada pela legislação vigente. O grupo aprovou a proposta e definimos coletivamente que o esboço seja enviado ao grupo do Fórum para conhecimento e construção coletiva do mesmo.

 

Elcio disponibilizou material que pesquisou sobre os rios de São Paulo a fim de colaborar com a construção do projeto.

 

Conversando mais a respeito dessa proposta, falamos em buscar apoio de governos, buscar financiamentos, via PNUD, por exemplo, também lembramos que se encaixa com os ODS. Também comentamos sobre incluir a permacultura e sobre a necessidade de um mapeamento da região incluída no plano e, para tanto, buscar apoio da SOS Mata Atlântica, lembrando que foi feito um mapeamento completo dos resquícios de Mata Atlântica de nossa cidade. Sobre como obter esses recursos, Kida e Valdir disponibilizaram o Instituto Rede Ecodespertar e a Cintia comentou sobre a Associação Guardiã das Águas. Também comentamos sobre a importância de verificar o Plano de Desenvolvimento Urbano da Região Metropolitana.

Ainda sobre a questão dos recursos, colocou-se em questão se valeria a pena o Fórum se tornar uma OSCIP ou Fundação ou votar em plenária a ONG tomadora de recursos. Definimos que trocaríamos informações e efetivaríamos a construção do projeto via e-mail. Entendemos também que um dos passos do projeto seria o mapeamento local, definindo a área de abrangência de nossa atuação com a busca de patrocinadores e sobre buscar apoio do Comitê de Bacia Hidrográfica.

 

Após as conversas relatadas, finalizamos com os seguintes encaminhamentos:

  1. Janeiro/2017 – reunião com a presença de representantes da ONG “Rios e Ruas”; Representantes do DEPAVE – Departamento de Parques e Áreas Verdes da SVMA; Apresentação do TCC sobre nascentes da região do Parque do Carmo/Aricanduva (sobrinho do Ivo).
  2. Fevereiro – reunião com os Conselheiros dos CADES da Macro Leste, na ETEC, no terceiro sábado do mês.
  3. Março – teremos atividade prática com o grupo Rios e Ruas aberta ao público, além da reunião do Fórum.
  4. Abril ou maio – reunião com Subprefeitos da Região Macro Leste.

 

Próxima Plenária do Fórum Agenda 21 Macro Leste do Município de São Paulo.

21/01/2017 (Sábado) Horário: 10h-13h

Local: SESC Itaquera – Espaço “Benfeitores da Natureza”